Show

The Rapture põe o público do Cine Joia para dançar

Em sua terceira vinda ao Brasil, banda americana foi a principal atração do festival Popload Gig

Por: Catarina Cicarelli - Atualizado em

The Rapture
The Rapture: em sua terceira vinda, banda finalmente vira atração principal (Foto: Divulgação)

Em suas duas primeiras vindas, o The Rapture participou de festivais: o Tim Festival, em 2003, e o Planeta Terra, em 2007. Após se apresentarem na cidade apenas como coadjuvantes em grandes line-ups, os americanos ganharam destaque no palco do Cine Joia nesta quarta (25), para a alegria dos fãs que encheram a casa.

+ Pequeno calendário de festivais independentes de rock em São Paulo

+ Cine Joia engrossa lista de casas indie + Calendário: os festivais que vão agitar 2012

A apresentação fez parte da décima edição do Popload Gig, festival independente comandado pelo jornalista e sócio da casa de shows Lucio Ribeiro. Com vinte minutos de atraso, às 22h20, o trio formado por Luke Jenner, Gabriel Andruzzi e Vito Roccoforte subiu ao palco e bastou que eles começassem a tocar dançante mistura de punk com música eletrônica para ninguém ficar parado.

A turnê que os trouxe novamente a São Paulo se refere ao CD “In the Grace of Your Love”, o quarto de estúdio que eles lançaram. O álbum saiu no ano passado e é o primeiro que fizeram após a saída do baixista Matt Safer. Jenner, vocalista e guitarrista, é o principal compositor do grupo e neste trabalho foi influenciado pelo trágico suicídio da mãe, em 2006, e o nascimento de seu filho para criar músicas como “How Deep is Your Love?”, que foi uma das que mais animaram o público.

Apesar de basear o show no disco mais recente, não faltaram sucessos mais antigos, como "Whoo! Alright, Yeah... Uh Huh", do álbum “Pieces of People We Love” (2006) e "House of Jealous Lovers”, de "Echoes" (2003) — que foram alguns dos picos de animação da galera.

No palco, as músicas se sucediam sem nenhuma interrupção, não dando nenhuma chance para a plateia parar de dançar. Com tanto agito, a temperatura foi crescendo dentro da casa, tanto que uma dupla de fãs acalorados que estavam na beira do palco decidiram simplesmente tirar as camisas. No palco, o calor não parecia ser menor e Jenner constantemente se enxugava em uma toalha.

Durante uma das músicas, um espectador empolgado decidiu arriscar subir brevemente no palco e levantar as mãos. Próximo ao fã ousado, Jenner sequer viu a façanha tamanha era sua concentração na música. Mas a atitude foi imitada por um dos descamisados e, dessa vez, não houve como não ver ele se jogar em cima da plateia. Impressionado, o vocalista foi até ele e apertou sua mão.

E essa não foi a única interação da banda com o público. Ao final da apresentação, o público começou jogou ao ar bexigas pretas com bolinhas brancas. Ao caírem no palco, elas foram devolvidas por Jenner antes de eles saírem para o bis — única pausa de música que ocorreu na 1h15 de show. Antes de cantar a última música, o vocalista se despediu dos fãs prometendo que, da próxima vez que eles vierem, estará falando português fluentemente para poder conversar melhor com eles.

Também participaram dessa edição do Popload Gig a dupla curitibana de DJs Drunk Disco, formada por Sérgio Takahata e Alemão UC, e o DJ e produtor francês Breakbot, responsável pelo hit "Baby I'm Yours".

Nesta sexta (27), o grupo ainda se apresenta em solo carioca, no Circo Voador, em uma iniciativa que foi financiada pelo fãs por meio de crowdfunding. No sábado (28), eles são atração do Meca Festival, que ocorre em Praia de Atlântida, no Rio Grande do Sul

Fonte: VEJA SÃO PAULO