Quinta (29)

The Cribs traz rock inglês da geração 2000 ao Beco 203

Banda mostra as músicas do disco mais recente, In the Belly of the Brazen Bull, lançado este ano

Por: Tiago Faria - Atualizado em

The Cribs
The Cribs: um trio veloz e furioso (Foto: Divulgação)

O SHOW

A banda inglesa, formada pelos gêmeos Gary (baixo e voz) e Ryan (guitarra e vocal), além do caçula Ross Jarman (bateria), se destacou nos semanários de rock britânicos na primeira década do século XXI, quando o rock americano produzido por bandas como Strokes e The Walkmen influenciava novos grupos europeus. Com influências de pós-punk, eles vêm ao Brasil para divulgar – sem firulas - o álbum In the Belly of the Brazen Bull (2012), produzido por David Fridmann, que já trabalhou com os grupos Flaming Lips e MGMT.

O QUE VOCÊ VAI OUVIR

O grupo costuma abrir os shows com Come On, Be a No-One, do disco novo. Faixas do álbum devem ganhar destaque no roteiro do programa, mas não vão faltar músicas mais conhecidas do público, como Hey Scenesters! e Man’s Needs.

PREPARE-SE COM TRÊS DISCOS

The New Fellas, do The Cribs
The New Fellas, do The Cribs (Foto: Divulgação)

- The New Fellas (2005)

Muito elogiado pela crítica inglesa, mas quase ignorado nos Estados Unidos, o disco decepcionou quem esperava algo um pouco original de uma banda que parecia redundar uma parte do rock americano daquele período. Ainda assim, faixas como Hey Scenesters! garantiam a festa dos indies.

Men's Needs, Women's Need, Whatever, do The Cribs
Men's Needs, Women's Need, Whatever, do The Cribs (Foto: Divulgação)

- Man’s Needs, Women’s Needs, Whatever (2007)

Produzido por Alex Kapranos, vocalista do Franz Ferdinand, o disco ampliou a sonoridade da banda, que passou a soar um pouco mais madura e menos limitada. I’ve Tried Everything mostra a banda em momento confessional.

In the Belly of the Brazen Bull, do The Cribs
In the Belly of the Brazen Bull, do The Cribs (Foto: Divulgação)

- In the Belly of the Brazen Bull (2012)

O album marca um retorno muito bem-vindo à sonoridade mais rascante dos primeiros CDs. A combinação de letras sensíveis com guitarras ruidosas pode deixar sensação de reprise, mas garante a força de músicas como Confident Man e Uptight.

VEJA DOIS VÍDEOS

- Hey Scenesters! (2005)

- Come On, Be a No-One (2012)

INGRESSOS

Os bilhetes para o show, marcado para ocorrer no Beco 203 na quinta (29), custam R$ 70,00 e estão à venda na casa de shows e no site www.playbook.com.br. Clique aqui para mais informações.

AVALIE ESTA ATRAÇÃO: The Cribs

Fonte: VEJA SÃO PAULO