Memória

Tenor Benito Maresca morre aos 76 anos

De timbre único e rara afinação, paulistano empolgou amantes de ópera entre os anos 60 e 80

Por: Arnaldo Lorençato - Atualizado em

Benito Maresca
O ternor Benito Maresca: atuou na Itália e na Alemanha (Foto: Fernando Vivas)

Paulistano do Ipiranga, o tenor Benito Maresca empolgou amantes de ópera entre os anos 60 e 80. Com rara afinação, estreou no palco do Teatro Municipal no papel de Turiddu, protagonista de Cavalleria Rusticana, de Mascagni. Especializou-se depois em heróis líricos de Puccini e Verdi. Também interpretou personagens de Carlos Gomes, em especial, Peri, de O Guarani, registrado em disco. Com um timbre único, atuou na Itália e na Alemanha, onde trabalhou de 1974 a 1980 nas mais importantes casas líricas, entre elas o Nationaltheater de Munique, no qual fez parte dos corpos estáveis. Dedicou-se ainda ao ensino de canto. Maresca morreu no último dia 11, aos 76 anos.

Fonte: VEJA SÃO PAULO