Mobilidade

Governo de São Paulo suspende reajuste de pedágio em rodovias

O reajuste seguiria o IGP-M, calculado em 6,22% nos últimos 12 meses

Por: Redação Veja São Paulo - Atualizado em

Rodovia dos Bandeirantes
O paulistano gasta 14,50 reais para chegar em Campinas, percorrendo as rodovias Bandeirantes e Anhanguera (Foto: Mario Rodrigues/Veja São Paulo)

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) anunciou na manhã desta segunda-feira (24), que o reajuste dos pedágios em rodovias estaduais previsto para o dia 1º de julho foi suspenso. Segundo o governador, a medida vale para 19 concessionárias e quase seis mil quilômetros de rodovias, além das tarifas de balsas do litoral. O anúncio foi feito cinco dias depois dos governos estadual e municipal cancelarem o aumento da tarifa de ônibus, metrô e trem. Na última semana, manifestantes tomaram as ruas da capital e fecharam também algumas rodovias que dão acesso a São Paulo. 

De acordo com o contrato firmado entre o governo e as concessionárias, o reajuste seguiria o menor percentual de inflação acumulada nos últimos 12 meses. Neste ano, seria utilizado o IGP-M/FGV (Índice Geral de Preços do Mercado), calculado em 6,22%.

Segundo o governador, os custos da falta do reajuste serão cobertos pela racionalização dos gastos. O governo reduziu de 3% para 1,5% os repasses feitos pelas empresas à Agência de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp), que supervisiona os contratos. Além disso, o governo deverá utilizar o ônus fixo que as empresas pagam ao estado por contrato.

No mais, Alckmin afirmou que a partir do próximo mês o pedágio dos caminhões será pago de acordo com o número total de eixos, como é feito nas estradas federais.

Você sabia?

- Os paulistanos que descem a serra para as praias do litoral sul pagam 21 reais para percorrer 77 quilômetros de São Paulo até Santos.

- Já para Campinas, o motorista percorre 96 quilômetros e gasta 14,50 reais tanto para ir quanto para voltar, sendo R$ 7,30 na Rodovia dos Bandeirantes e mais R$ 7,20 na Anhanguera.

- O paulistano paga 79,20 reais para chegar até Andradina, percorrendo 630 quilômetros, percorrendo as rodovias Castello Branco, Professor João Hipólito Martins e Marechal Rondon. Da capital paulista até Brasília o custo com pedágios é de 69,10 reais, para 1 015 quilômetros.

Fonte: VEJA SÃO PAULO