Criminalidade

Suspeito de assassinatos em série no Brás é preso

Homem pode ter matado a facadas quatro pessoas no bairro em menos de dez dias

Por: Redação VEJASAOPAULO.COM.BR - Atualizado em

morte-no-bras
Vídeo gravado por uma das lojas da Rua Conselheiro Belisário, no Brás, registrou o assassinato na noite do dia 2 de março (Foto: Reprodução TV GLOBO)

A polícia prendeu na madrugada desta quinta-feira (6) o suspeito de promover assassinatos em série na região do Brás, no centro, entre os dias 23 de fevereiro e 2 de março. O homem prestou depoimento no Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) e segue detido no local. Todas as vítimas foram esfaqueadas no pescoço. 

"Vou sair daqui e cuidar da criança", diz mãe que jogou bebê no lixo

Quatro casos semelhantes aconteceram no Brás desde o último dia 23 de fevereiro. Primeiro, o corpo do saxofonista Aislan Dantas dos Prazeres, 35, foi encontrado na Rua Oriente, por volta da 1h30. Três horas mais tarde, o vendedor Walter Rodrigues Torres, 46, foi achado ferido na Rua Joaquim Nabuco, a 700 metros dali. Walter foi levado ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

O terceiro assassinato aconteceu no dia 28 de fevereiro, na Rua Coronel Trancoso, onde um morador de rua ainda não identificado foi morto. A quarta morte foi no dia 2 de março, às 2h37, na Rua Conselheiro Belisário. Na ocasião, um travesti também não identificado foi assassinado a facadas.

Segundo Jaqueline Martinelli, advogada da família do saxofonista Aislan Dantas, o homem foi preso por causa de uma denúncia anônima e “tudo leva a crer” que o suspeito esteja envolvido na morte do travesti. “Em todos os outros casos (o assassino) teve a mesma forma de agir.” 

Fonte: VEJA SÃO PAULO