Música

Supla e João Suplicy criam festival para “juntar a roqueirada”

Brothers Fest tem primeira edição neste sábado (2) com Vespas Mandarinas e Name the Band no Clash Club

Por: Mayra Maldjian - Atualizado em

Brothers of Brazil Supla João Suplicy
Os irmãos João Suplicy e Supla, do projeto Brothers of Brazil (Foto: Divulgação)

Os irmãos Supla e João Suplicy levam ao Clash Club neste sábado (2) a primeira edição do festival Brothers Fest. Além do projeto musical da dupla, o Brothers of Brazil, passam pelo palco as bandas Vespas Mandarinas e Name the Band, dois nomes de destaque da nova cena roqueira paulistana.

+ Leia mais sobre shows

Segundo Supla, a ideia de montar o evento surgiu depois de um show do Brothers of Brazil no clube Inferno, na Rua Augusta. “A casa lotou de um público muito jovem, de 18 anos. Era uma molecada que eu nunca tinha visto na vida”, lembra o autor do sucesso Green Hair (Japa Girl). “Achei interessante, falei com o João e nosso produtor para pensarmos em algo para reunir essa galera de novo, num horário mais cedo.”

Vespas Mandarinas
A banda Vespas Mandarinas: repertório do disco de estreia (Foto: Divulgação)

O festival começa às 18h e terá ainda discotecagem de Luka e Thiago DJ, apresentadores da rádio 89 FM e velhos conhecidos das noitadas da cidade. “O grande intuito é juntar a roqueirada”, resume Supla sobre o critério de escolha das bandas. “Roqueiro paulista tem mania de falar mal um do outro, não tem uma união”, brinca. Para uma próxima edição, ele pensa em, quem sabe, convidar até uma atração gringa.

Recém-chegado de uma turnê pelos EUA, o Brothers of Brazil tem apresentado ao vivo o repertório de seu terceiro disco, On My Way (2012). Entre as faixas mais conhecidas está a ensolarada Viva Liberty, que já tem clipe lançado. Os rapazes do Vespas, por sua vez, mostram faixas do seu álbum de estreia, Animal Nacional. O quarteto Name the Band também apresenta ao público o seu primeiro registro fonográfico, Just Add Sugar

Name the Band
Os rapazes do Name the Band: show do primeiro disco (Foto: Divulgação)

Supla, que desde os 13 anos de idade toca na noite paulistana ("não podia, né, mas eu tocava mesmo assim"), diz estar sempre antenado nas novidades do universo da música. Ouviu o novo do Arctic Monkeys e do Placebo, por exemplo. Da nova onda eletrônica, tem escutado o produtor americano Oneohtrix Point Never. "Sempre pesquiso música, gosto de ouvir sons diferentes para misturar nas músicas", conta. Para o ano que vem, o plano dos irmãos é entrar em estúdio. “As músicas [novas] estão muito bonitas, acho que elas vão vir diferentes. Vai ser o melhor álbum do Brothers.”

Fonte: VEJA SÃO PAULO