publicidade

Roteiro

Sugestões para quem vai para Campos do Jordão

Confira algumas opções de passeios, atrações e restaurantes na serra

8.jul.2011

ESTREIA DE GALA

Fundada em 1972, ainda sob o nome Orquestra Pró-Música, a Petrobras Sinfônica curiosamente nunca tocou no Festival de Inverno. Para compensar a demora, a estreia será em grande estilo, ao lado de um dos solistas mais conceituados do país, o violoncelista Antonio Meneses. O pernambucano sola no “Concerto para Violoncelo” e “Orquestra em Si Menor Op. 104”, de Antonín Dvorák. Liderados pelo maestro Isaac Karabtchevsky, os oitenta músicos da formação entregam ainda a suíte “Movimentos Sinfônicos”, de Marlos Nobre, e o enérgico balé “Petrushka”, de Igor Stravinsky.

Antonio Meneses e Petrobras Sinfônica. Auditório Cláudio Santoro (860 lugares). Avenida Doutor Luís Arrobas Martins, 1800, Alto da Boa Vista, tel.: (12) 3662-2334. Sexta (15), 21h. R$ 100,00. Bilheteria: 9h/22h (seg. a qui.); a partir das 9h (sex.). Cc: todos. Cd: R e V. IR.

Antonio Meneses: violoncelista conceito se apresenta com a Petrobras Sinfônica
Antonio Meneses: violoncelista conceito se apresenta com a Petrobras Sinfônica
(Foto: Divulgação)

ESPECIAL

Espaço Veja São Paulo. Há nove anos, o espaço de 4.000 metros quadrados é uma boa opção de lazer para a família. Durante o mês de julho, oferece programas culturais gratuitos, como sessões de cinema, peças de teatro infantil e shows. A agenda da semana começa na quarta (13), às 17h, com o musical "Ciranda das Flores", dirigido por Fábio Torres. No dia seguinte, no mesmo horário, é a vez de a meninada conferir o espetáculo "Shake, Shake Baby", que adapta os personagens do dramaturgo inglês William Shakespeare ao universo das crianças.

A sexta (15) também agita a garotada, com a versão teatral do clássico "Dom Quixote". No mesmo palco, às 21h, os adultos podem conferir o humorista Bruno Motta, que deve arrancar gargalhadas no modelo stand-up comedy. No sábado (16), às 17h, a montagem infantil "João e o Pé de Feijão" é a atração, e, para esquentar a noite, a banda Disk Musik toca pop, samba-rock e clássicos dos anos 70. Destaque do domingo (10), às 15h, a montagem "Uma Série de Surpresas" mistura circo e mágica. A sala de cinema traz sucessos de bilheteria, com cinco exibições, de quarta a domingo, a partir das 14h.

Confira a programação de quarta (13) a domingo (17): 14h, a comédia infantil "Marmaduke" (dublado, 87min, livre); 16h, a aventura "As Viagens de Gulliver" (dublado, 105min, 10 anos); 18h, a aventura "Percy Jackson e o Ladrão de Raios" (119min, 12 anos); 20h, o drama espírita "Nosso Lar" (112min, 10 anos). Duas sessões extras na sexta (15) e no sábado (16), às 22h, exibem a aventura Incontrolável (99min, 10 anos).

Para os esportistas, há pista de patinação no gelo, circuito de arvorismo e parede de escalada. Um ambiente dedicado às mulheres oferece massagens, e os amantes do vinho podem aproveitar aulas e degustações às sextas, às 17h, e aos sábados, às 15h e às 17h. Para completar, uma área focada em decoração conta com salas, quartos e varanda abertos aos visitantes.

Rua Doutor Mário Otoni Rezende, 173, Capivari. 14h/22h (qua. e qui.); 10h/0h (sex. e sáb.); 10h/22h (dom.). Grátis. Até dia 30.

FESTIVAL DE INVERNO

Auditório Cláudio Santoro:

Het Collectief. Pela primeira vez no Brasil, o quinteto belga se apresenta no festival e também em São Paulo. Dois convidados holandeses fazem participações: o maestro Reinbert de Leeuw e a meio-soprano Jacqueline Janssen. Abre o roteiro o ciclo dramático de canções "Pierrot Lunaire Op. 21", de Arnold Schoenberg. Uma transcrição da "Oferenda Musical BWV 1079", de Bach, também está prevista. Quarta (13), 21h. R$ 30,00.

Orquestra do Festival. Spalla da Osesp, Cláudio Cruz comanda a Orquestra do Festival na suíte "Études sur Paris", de Almeida Prado, e em Choros Nº 6, de Heitor Villa-Lobos. Radicado nos Estados Unidos, o pianista José Feghali sola no "Concerto para Piano e Orquestra Nº 5 em Mi Bemol Maior 'O Imperador' Op. 73", de Beethoven. O mesmo programa será tocado gratuitamente também na Praça do Capivari, no sábado (16), às 16h30. Domingo (17), 18h. R$ 30,00.

Orquestra Filarmônica de Minas Gerais. Pelo quarto ano, o conjunto mineiro figura como um dos destaques do Festival de Inverno. Fundada em fevereiro de 2008, com amplo apoio do governo estadual, a Filarmônica de Minas Gerais levou pouco tempo para conquistar a crítica. Hoje, costuma ser considerada a única formação brasileira com nível de qualidade próximo ao da Osesp. O maestro e diretor artístico paulistano Fabio Mechetti lidera os 85 músicos em programa cuja atração principal é a “Sinfonia Nº 4 em Sol Maio”r de Gustav Mahler. Em comparação às outras criações sinfônicas do austríaco, habitualmente de cunho monumental, a peça, apresentada pela primeira vez em 1901, surpreende pela leveza e pelas alusões ao classicismo de Joseph Haydn. A soprano paraense Adriane Queiroz canta no último movimento da obra. Ela participa ainda de duas árias de Mozart, lembrado também durante a récita na execução da abertura das óperas “A Flauta Mágica” e “O Rapto do Serralho”. Sábado (16), 21h. R$ 100,00.

Fabio Mechetti, que conduz a Filarmônica de Minas Gerais: Sinfonia Nº4" de Mahler" />
Fabio Mechetti, que conduz a Filarmônica de Minas Gerais: "Sinfonia Nº4" de Mahler
(Foto: Eugenio Savio)

Quarteto Arditti. Convidada da edição 2010 do festival, a formação dedicada a compositores modernos e contemporâneos está de volta a Campos do Jordão. O inglês Irvine Arditti (violino), o armênio Ashot Sarkissjan (violino), o alemão Lucas Fels (violoncelo) e o brasileiro Ralf Ehlers (viola) tocam quartetos do checo Leos Janácek e do húngaro György Ligeti, além de obras do paulistano Silvio Ferraz, do britânico Brian Ferneyhoug e do francês Philippe Manoury. O Quarteto Arditti também se apresenta em São Paulo. Quinta (14), 21h. R$ 30,00.

Quinteto Ma'alot. Dedicado à música de câmara, o grupo alemão é formado por Stephanie Winker (flauta), UlfGuido Schäfer (clarinete), Christian Wetzel (oboé), Volker Grewel (trompa) e Volker Tessmann (fagote). Integram o programa temas de Dvorák, Ligeti e do contemporâneo Detlev Glanert. Terça (12), 21h. R$ 30,00.

Auditório Cláudio Santoro (860 lugares). Avenida Doutor Luís Arrobas Martins, 1800, Alto da Boa Vista, tel.: (12) 3662-2334. Bilheteria: 9h/22h (seg. a sáb.); 9h/18h (dom.). Ingressos também na Loja do Festival (Praça do Capivari, 190). Em São Paulo: Sala São Paulo (Praça Júlio Prestes, 16, tel.: 3223-3966) e Masp (Avenida Paulista, 1578, tel.: 3251-5644).

Capela do Palácio Boa Vista:

Alvaro Siviero. O pianista paulistano exibe-se em trabalhos de Schubert, Schumann e Liszt. Depois, recebe quatro músicos convidados para a execução do “Quinteto para Piano em Fá Menor Op. 34”, de Brahms. Sábado (16), 17h. R$ 50,00.

Capela do Palácio Boa Vista (60 lugares). Avenida Doutor Adhemar de Barros, 3001, Alto da Boa Vista, tel.: (12) 3662-1122.

Praça do Capivari:

Banda Sinfônica do Estado. Misturar música erudita e rock é o mote do concerto. A banda Dr. Sin sobe ao palco com a Banda Sinfônica para tocar novos arranjos de grupos como Beatles, The Who, Pink Floyd e Led Zeppelin. Domingo (17), 16h30. Grátis.

Camerata Antiqua de Curitiba. Sob a batuta de Wagner Polistchuk, o grupo paranaense executa peças curtas e passagens específicas de várias obras. Excertos de “Porgy e Bess”, de George Gershwin, e da “Sinfonia para Cordas Nº 13 em Dó Maior”, de Mendelssohn, estão previstos. Sábado (16), 12h30. Grátis.

Ópera Estúdio Emesp. Fãs de ópera também terão a sua vez no festival. Alunos e professores da Emesp apresentam uma versão pocket de “A Flauta Mágica”, escrita por Mozart em parceria com o libretista italiano Lorenzo Da Ponte. Regência de Emiliano Patarra e participação da Camerata Guarulhos. Domingo (17), 12h30. Grátis.

Igreja Santa Teresinha:

Compositores do Festival. Oito músicos participam do concerto, com repertório composto especialmente para o festival. Edgar Felipe Alves e Rafael Nassif são dois dos seis autores abordados. Domingo (17), 15h30. Grátis.

Igreja Santa Teresinha (300 lugares). Rua Tadeu Rangel Pestana, 662, Vila Abernéssia, tel.: (12) 3662-1740.

Igreja São Benedito:

Música de Câmara. Diversas variações formadas por bolsistas e professores do festival se apresentam duas vezes nesta semana. Na terça (12), executam composições de Brahms, Dvorák e Shostakovich, entre outros. Na quinta (14), estão previstas obras de Piazzolla, Mozart e Mendelssohn. Terça (12) e quinta (14), 15h30. Grátis.

Igreja São Benedito (200 lugares). Avenida Macedo Soares, 55, Capivari, tel.: (12) 3663-1340.

BALADAS

Fireup. Combina restaurante, bar e balada. Inaugurado em 2010, pretende receber 20.000 pessoas nesta temporada. O endereço promove sunset parties no deque e no lounge, embaladas por DJs.

Rua Victor Godinho, 72, Capivari, tel.: (11) 2769-1112 (500 pessoas). 18h/último cliente (qui. e sex.) e 11h/último cliente (sáb.). Grátis.

Pucci. Frequentada por um pessoal entre 25 e 35 anos, a casa, que também tem matriz em São Paulo, desembarca em Campos pelo 11º ano. Nos tocadiscos, Diego Beltran e Juliano Fernandes lançam flashbacks, pop e dance music.

Rua Doutor Ribeiro de Almeida, 30, Capivari, tel.: 3167-2067 (1.300 pessoas). 0h/último cliente (qui. a sáb.). R$ 60,00 a R$ 120,00.

Lágrima napolitana, do Festival della Pasta: massa fresca em formato de gota recheada com brócolis e linguiça
Lágrima napolitana, do Festival della Pasta: massa fresca em formato de gota recheada com brócolis e linguiça
(Foto: Leo Feltran)

RESTAURANTES

Country House. Preparados no bafo, o cordeiro com legumes (R$ 140,00) e a costela bovina (R$ 74,80) são servidos com salada de rúcula, vinagrete, farofa e molho de pimenta com ervas. Porções para dois.

Avenida Pedro Paulo (Estrada do Horto, quilômetro 8), 7545, Descansópolis, tel.: 3663-6800 (200 lugares). 12h/17h (sáb., dom. e feriados até 0h).

Festival Della Pasta. Uma degustação de massas frescas que permite ao cliente experimentar diferentes sabores é o atrativo da casa do chef italiano Carmelo Flaviano, que há quase dez anos deixou a cidade de Reggio di Calabria e instalou-se em Campos do Jordão. Pagam-se R$ 47,00 pelo menu de sete tempos ou R$ 52,00 para o de cinco combinado a uma sobremesa do cardápio. Feitos à base de sêmola de trigo, os tipos variam diariamente e chegam à mesa em porções reduzidas. Além de nhoques, lasanhas e fettuccines, aparecem com frequência entre as ofertas o strozzapreti de polvo, representante do Lazio, região de Roma, e a massa em formato de gota, recheada de brócolis e linguiça, chamada de lágrima napolitana. Há ainda opções à la carte como a truta com amêndoas acompanhada de tagliolini ao pesto (R$ 52,00). Adoça o paladar a pastiera di grano (R$ 18,00). Da carta de vinhos, destaque para o tinto toscano Val di Suga Tuttobene safra 2006 (R$ 88,00).

Avenida José Manoel Gonçalves, 160, Capivari, tel.: 3663-7300 (120 lugares). 12h/23h (sex. e sáb. até 0h).

Toribinha. Para provar as seis variedades servidas na charmosa casa de madeira onde está o restaurante do Hotel Toriba, é recomendável fazer reserva. Na versão de carne à bourguignonne (R$ 138,00, para duas pessoas), cubos de filé mignon e de frango são mergulhados em óleo quente. Se incluir camarão, o valor sobe para R$ 154,00. A fondue à chinoise (R$ 119,00) traz as mesmas carnes cortadas em lâminas finíssimas mergulhadas em um rico caldo de legumes. Esse preparo acompanha batatas cozidas no vapor, torradas e catorze tipos de molho. Desses, saem-se melhor o de maçã com curry, o chutney de manga, a pasta de azeitonas pretas e o relish de pepino. Dica: vale degustar o caldinho de legumes à parte, para abrir ou fechar a refeição, que pode ser brindada com o tinto francês Beaujolais Villages Joseph Drouhin 2008 (R$ 88,00). De sobremesa, tem fondue de chocolate meio amargo (R$ 107,00).

Avenida Ernesto Diederichsen, 2962, Hotel Toriba, Monte Carmelo, tel.: 3668-5000 (100 lugares). 12h/16h e 20h/2h (somente mediante reserva).

 

publicidade

Cultura para todos
X

Avaliação de VEJA SP

Não foi avaliado

Avaliação de VEJA SP

Péssimo

Avaliação de VEJA SP

Fraco

Avaliação de VEJA SP

Regular

Avaliação de VEJA SP

Bom

Avaliação de VEJA SP

Muito bom

Avaliação de VEJA SP

Excelente

Avaliação dos usuários

Ainda não foi avaliado

Avaliação dos usuários

Péssimo

Avaliação dos usuários

Fraco

Avaliação dos usuários

Regular

Avaliação dos usuários

Bom

Avaliação dos usuários

Muito bom

Avaliação dos usuários

Excelente

Avaliação do usuário

Péssimo

Avaliação do usuário

Fraco

Avaliação do usuário

Regular

Avaliação do usuário

Bom

Avaliação do usuário

Muito bom

Avaliação do usuário

Excelente

Péssimo

Fraco

Regular

Bom

Muito bom

Excelente

Comente

Envie por e-mail