Segurança

Simulação de atentado a bomba movimenta Estação Butantã do Metrô

Cerca de 400 pessoas, entre atores e agentes públicos, participaram do exercício neste sábado (7)

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Simulação de atentado no metrô
Policiais durante exercício na estação Butantã do metrô (Foto: Clóvis Ferreira/Digna Imagem)

Quem passou na manhã deste sábado (7) pela Estação Butantã do Metrô deparou-se com policiais civis e militares, bombeiros, agentes da Guarda Civil Metropolitana e do Samu.

Linha 6-Laranja terá a estação mais profunda de São Paulo

Não tratou-se de um acidente, mas de uma simulação de atentado a bomba em um trem da Linha 4-Amarela. Ao todo, 300 profissionais profissionais de segurança e saúde participaram do exercício, que contou ainda com 100 figurantes atuando como vítimas.

Simulação de atentado no metrô
Bombeiros transportam "vítimas" durante exercício (Foto: Clóvis Ferreira/Digna Imagem)

No período de realização do simulado, dois acessos da Estação Butantã ficaram fechados, mas a linha teve operação normal e a circulação de trens não sofreu prejuízo.

Bares que ficam perto do metrô

A ação teve o objetivo de integrar as forças municipais e estaduais em caso de um ato de terrorismo, principalmente durante a realização dos Jogos Olímpicos, que serão realizados no Rio de Janeiro, no segundo semestre.

"A finalidade é promovermos a coordenação, a integração, entre todos os órgãos, todas as entidades que podem estar envolvidas precisam ser acionadas com agilidade no caso de um acidente de maiores proporções", declarou o presidente da concessionária ViaQuatro, Harald Zwetkoff, responsável pelo trecho Luz-Butantã, em entrevista ao SPTV, da TV Globo.

Simulação de atentado no metrô
Ambulância do SAMU usada em simulação de atentado (Foto: Clóvis Ferreira/Digna Imagem)

Fonte: VEJA SÃO PAULO