Restaurantes

Sobremesas preparadas com uísque, saquê e outras bebidas

Endereços também utilizam destilados como pisco e grapa nas receitas

Por: Arnaldo Lorençato e Saulo Yassuda - Atualizado em

Fogo de Chão
Fogo de Chão: geleia de vinho do Porto (Foto: Chico Audi)

Uísque, saquê e outras bebidas alcoólica são utilizadas em diferentes sobremesas servidas em restaurantes da cidade. O álcool pode ter papel de protagonista ou apenas dar um toque no doce. Vai uma dose?

+ As melhores novidades gastronômicas de Pinheiros

Bistrô Charlô: embora a cozinha esteja sob o novo comando de Gabriel Erbella, continua a oferecer o ótimo pudim de leite com ameixas na calda de armanhaque (R$ 24,00), criado pelo dono, Charlô Whately.

Bistrô Charlô
Bistrô Charlô: pudim com armanhaque (Foto: Leo Martins)

Carlos Pizza: uma dose de uísque Jack Daniel’s acompanha o don pedro, como é chamado o sorvete de doce de leite com noz-pecã caramelada (R$ 23,00). A ideia é derramar a bebida no copo e sorver a intensa mistura resultante.

Carlos Pizza
Carlos Pizza: sorvete com uísque (Foto: Leo Martins)

Empório Ravioli: no fim da refeição, uma das sugestões é a banana fambada na grapa, destilado de origem italiana feito a partir do bagaço de uva. Acompanhada de sorvete de creme, a pedida custa R$ 19,00.

Sobremesa-  Banana alla Grappa- Fotografo Mikio Okamoto
Empório Ravioli: banana na grapa (Foto: Mikio Okamoto)

Fogo de Chão: depois do rodízio (R$ 125,00), guarde espaço para a deliciosa musse de chocolate recheada de vinho do Porto e acompanhada de calda de avelã e amêndoas. O preço é R$ 28,00.

Fogo de Chão
Fogo de Chão: geleia de vinho do Porto (Foto: Chico Audi)

La Peruana: a musse de chocolate belga é aromatizada com pisco, destilado muito tomado no Peru, país de origem da chef Marisabel Woodman. Calda de frutas da estação e crumble de chocolate complementam a pedida (R$ 16,00).

Pasquale: depois de massas como o espaguete à putanesca (R$ 46,00), peça o sorvete de creme de fabricação própria ao qual se adicionam uma xícara de expresso e um toque de grapa. A sobremesa sai por R$ 16,00.

Pasquale
Pasquale: sorvete com expresso e grapa (Foto: Divulgação)

Piselli: na casa italiana do sócio Juscelino Pereira, a gelatina cortada em cubinhos é preparada com grapa. Vem na companhia de calda feita com o próprio destilado mais frutas como a uva. É para fortes e custa R$ 31,00.

Piselli
Piselli: gelatina de grapa (Foto: Juliana Heluy)

Jun Sakamoto:  após provar os ótimos sushis de Jun Sakamoto — prepare-se: as reservas são concorridas —, uma forma de encerrar bem a refeição é pedir o sorbet de maçã verde cercado por um colar de gelatina de saquê (R$ 31,00).

Jun Sakamoto
Jun Sakamoto: gelatina de saquê (Foto: Divulgação)

Fonte: VEJA SÃO PAULO