Cidade

Nível de água do Sistema Cantareira sobe para 75,7%

Após temporada de seca em 2015, índice pluviométrico se mantém positivo

Por: Estadão Conteúdo - Atualizado em

Cantareira
Represa Jaguari, que integra o sistema Cantareira (Foto: Nilton Cardin/Folhapress)

O nível do Sistema Cantareira, principal manancial de abastecimento de água da capital paulista e da Grande São Paulo, subiu neste domingo (12), segundo dados divulgados pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). O principal índice do Cantareira, que trabalha com o volume armazenado em relação ao volume útil, atingiu 75,7% hoje ante 75,5% no sábado.

+ Na Paulista, morre outro morador de rua após madrugada fria

Esse cálculo considera duas cotas de volume morto, que deixaram de ser captadas, como se fossem volume útil do manancial. Desconsiderado o volume morto, o nível do Cantareira ficou com 46,4%, alta de 0,2 ponto porcentual (p.p.) ante o registrado ontem. O terceiro índice, que leva em conta o volume armazenado em relação ao volume total, atingiu 58,6%, aumento de também 0,2 p.p. Nos primeiros 12 dias de junho, a Sabesp registrou o acúmulo de 177,7 milímetros (mm) de chuva na região do Cantareira, mais que o triplo da média histórica mensal de pluviometria no manancial, de 58,1 mm.

+ Temperatura deve subir em São Paulo a partir de terça (14)

Alto Tietê e Guarapiranga

Segundo a Sabesp, o nível de água armazenada no sistema Alto Tietê também subiu, passando de 47,7% ontem para 47,8% hoje. Ao todo, a região recebeu 133,8 mm de precipitação desde o início do mês, quantia superior à média histórica para o manancial em junho, de 55,2 mm. No sistema Guarapiranga, por sua vez, a companhia verificou queda no nível dos reservatórios, que atingiram hoje 95,3% de sua capacidade ante 95,5% no sábado. A pluviometria acumulada no Guarapiranga nos 12 primeiros dias de junho totaliza 81,2 mm, maior que a média histórica mensal para a região, de 53,5 mm.

Outros sistemas

No Alto Cotia, o nível dos reservatórios caiu de 102,1% ontem para 101,8% hoje, enquanto no sistema Rio Grande os mananciais recuaram de 86,3% no sábado para 86,2% neste domingo. Já o sistema Rio Claro permaneceu com 102% de sua capacidade, mesmo índice verificado ontem, de acordo com a Sabesp.

Fonte: VEJA SÃO PAULO