Crise hídrica

Cantareira completa uma semana de alta do nível

Todos os outros sistemas que abastecem a Grande São Paulo também apresentaram elevação

Por: VEJA SÂO PAULO - Atualizado em

Cantareira
Vista aérea da represa de Jaguarí, que faz parte do Sistema Cantareira: nível passou de 6,4% para 6,7% nesta quinta-feira (12) (Foto: Lucas Lacaz Ruiz/Folhapress)

Mesmo com a pouca chuva acumulada no último dia, o Cantareira completou uma semana de alta do nível do reservatório. De acordo com informações da Sabesp, o sistema teve uma elevação de 0,3 ponto percentual nesta quinta-feira (12), passando de 6,4% para 6,7% de sua capacidade.

+ Confira o especial sobre a seca em São Paulo

+ Governo prepara campanha sobre uso racional da água

Nos últimos sete dias, desde que começou a subir, o Cantareira aumentou 1,3% e acumulou 63,7 milímetros de chuva. A quantidade de precipitação foi considerável, quase um terço da média histórica prevista para o mês de fevereiro.

+ Manifestação contra falta de água termina na Praça Roosevelt

Todos os outros sistemas também registraram resultados positivos. O Alto Tietê, o segundo mais importante para o abastecimento da capital, aumentou 0,3 ponto percentual, passando de 12,9% para 13,2% da capacidade. O Guarapiranga subiu de 55% para 55,2%. Já o Alto Cotia teve uma alta de 33,7% para 34,3%.

+ Veja as últimas notícias

Composto pela represa Billings e responsável pelo abastecimento das regiões sul e sudeste da capital, o Rio Grande registrou alta de 0,6 ponto percentual, de 79,2% para 79,8%. Por fim, o Rio Claro passou de 31,4 para 31,7%.

Fonte: VEJA SÃO PAULO