Shows

Shows da Virada Cultural

Confira a lista que conta com Céu, Titãs, Wanderléa, Jair Rodrigues e outras atrações

Por: Pedro Ivo Dubra - Atualizado em

Montagem Shows da Virada Cultural-2164
A partir da parte superior esquerda, em sentido horário: Wanderléa, Titãs, Jair Rodrigues e Móveis Coloniais de Acaju (Foto: Divulgação)

Como de costume, o forte da Virada Cultural é a música. O evento, que ocorre entre as 18 horas do sábado (15) e as 18 horas do domingo (16), chega à sexta edição orçado em 8 milhões de reais — no ano passado, investiram-se 5 milhões. Entre as novidades, há um palco montado nas imediações da Sala São Paulo e um espaço dedicado ao reggae, na Alameda Barão de Limeira. Enclave roqueiro em 2009, a Praça da República desta vez recebe sambistas. À exceção dos shows nas unidades Vila Mariana e Pompeia do Sesc, todas as atrações selecionadas abaixo são gratuitas.

+ Confira a programação completa da Virada Cultural 2010

+ Veja os destaques da Virada Cultural

+ Confira os museus que estão na Virada Cultural

+ Veja as atrações para as crianças na Virada Cultural

+ Veja a programação no site oficial da Virada Cultural

 

Veja abaixo a lista com os principais palcos:

 

  • Praças

    Praça Júlio Prestes

    Avenida Duque De Caxias, s/n, Santa Efigênia

    Tel: (11) 3223 3966

    Sem avaliação
  • Parques

    Vale do Anhangabaú

    Parque Anhangabaú, s/n, Centro

    3 avaliações

    Localizado entre os viadutos do Chá e Santa Ifigênia, o Vale do Anhangabaú divide os centros Velho e Novo da cidade. Palco de protestos, comemorações e eventos culturais, é composto em parte por jardins, chafarizes e esculturas. Do local, é possível avistar prédios históricos, como o Martinelli, o do Banespa e a antiga sede dos Correios. No subsolo, corre o rio Anhangabaú, importante para o desenvolvimento da cidade em seus primórdios. Há ainda um túnel por onde atravessam carros.

    Saiba mais
  • Ruas

    Avenida São João

    Avenida São João, s/n, República

    Sem avaliação
  • Praças

    Largo do Arouche

    Largo Do Arouche, s/n, República

    Sem avaliação
  • Praças

    Praça da República

    Praça Da República, S/N, República

    2 avaliações
  • Ruas

    Alameda Barão de Limeira

    Alameda Barão De Limeira, s/n, Campos Elíseos

    Sem avaliação
  • Ruas

    Avenida Cásper Líbero

    Avenida Cásper Líbero, 600, Centro

    2 avaliações
  • Centros culturais

    Casa das Rosas

    Avenida Paulista, 37, Bela Vista

    Tel: (11) 3285 6986 ou (11) 3288 9447

    6 avaliações

    Metrô Brigadeiro.

    Saiba mais
  • Centros culturais

    Centro Cultural São Paulo (CCSP)

    Rua Vergueiro, 1000, Liberdade

    Tel: (11) 3397 4002

    4 avaliações

    O visual urbano e a localização, do lado da Estação Vergueiro do metrô, são atrativos do jardim suspenso do Centro Cultural São Paulo. Grupos de jovens disputam o lugar, mas as famílias são bem-vindas.

    Saiba mais
  • Memorial da América Latina

    Avenida Auro Soares De Moura Andrade, 664, Barra Funda

    Tel: (11) 3823 4600

    3 avaliações

    Com 84 480 m², o Memorial é um conjunto arquitetônico projetado por Oscar Niemeyer. Foi inaugurado em 18 de março de 1989 com a missão de estreitar as relações culturais, políticas, econômicas e sociais do Brasil com os demais países da América Latina. A pedido do antropólogo Darcy Ribeiro, o acervo do museu foi selecionado pelo casal de fotógrafos e especialistas em arte popular Antônio Marcos Silva Jacques e Maureen Bisilliat e pelo arquiteto Antônio Marcos Silva, em 1988. Um incêndio destruiu o Auditório Simón Bolívar, em 2013, cujo espaço abrigava uma tapeçaria de aproximadamente 800 metros quadrados feita pela artista plástica Tomie Ohtake.     

    Entre os destaques do acervo estão a escultura Mão, também de Niemeyer. Localizada na Praça Cívica, foi erguida em concreto aparente de 7 metros de altura. Na sua palma, há o mapa do subcontinente americano em baixo-relevo, pintado em esmalte sintético vermelho, lembrando sangue a escorrer. Também na praça está a escultura em metal Grande Flor Tropical, de Franz Weissmann. A obra é composta de cinco elementos soldados entre si. Cada um é constituído de uma chapa de aço. Ela mede 7 metros de altura por 6,5 metros nas extensões laterais. O Torso Negro, escultura em bronze da artista carioca Vera Torres, nascida em 1962, é outro destaque. Com 3 metros de altura, a obra está localizado na praça entre os prédios da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Auditório Simón Bolívar e Pavilhão da Criatividade. Suas formas voluptuosas remetem ao imaginário popular. Uma das mais importantes pinturas de Cândido Portinari, o Painel Tiradentes está em exposição permanente no Salão de Atos Tiradentes. Composta por três telas justapostas, foi concluída pelo artista em 1949. 

    + Conheça outras obras de Oscar Niemeyer pela cidade

    Saiba mais
  • Museus

    Museu da Casa Brasileira

    Avenida Brigadeiro Faria Lima, 2705, Jardim Paulistano

    Tel: (11) 3032 3727 ou (11) 3036 3913

    3 avaliações

    O museu é especializado em design e arquitetura. Fica em uma mansão da década de 40 e tem um jardim de mais de 6 000 metros quadrados. Do lado de dentro, expõe sua coleção permanente de exemplares do mobiliário dos séculos XVII ao XXI. Na agenda cultural, promove mostras temporárias, debates, palestras, cursos e oficinas ligados à área.

    Saiba mais
  • SESC

    Sesc Pinheiros

    Rua Paes Leme, 195, Pinheiros

    Tel: (11) 3095 9400

    5 avaliações

    Inaugurada em setembro de 2004, com projeto do arquiteto Miguel Juliano, a sede tem 35.259 m² de área construída. No prédio de sete andares, existe um grande teatro, salas de expressão corporal e ginástica multifuncional, dois ginásios poliesportivos cobertos, parque aquático, consultórios odontológicos e áreas de exposição. 

    Saiba mais
  • Construções históricas

    Pátio do Colégio (Pateo do Collegio)

    Largo Pateo Do Colégio, 2, Sé

    Tel: (11) 3105 6899

    5 avaliações

    Em janeiro de 1554, os padres jesuítas vindos de Portugal iniciaram no lugar a fundação da cidade, com uma missa no dia de São Paulo. Naquela época, ali só havia uma cabana para abrigo dos religiosos, uma escola e uma igrejinha, tudo construído com técnicas de pau a pique. O complexo atual tomou forma na década de 70 e abriga igreja, biblioteca e museu. Uma maquete da capital no século XVI faz parte do acervo. No pátio, foi conservada uma parede de taipa de pilão remanescente das construções do período colonial.

    Saiba mais
  • SESC

    Sesc Pompeia

    Rua Clélia, 93, Água Branca

    Tel: (11) 3871 7700

    2 avaliações

    O projeto arquitetônico de Lina Bo Bardi mantém a estrutura original da antiga fábrica de tambores da década de 1930. A primeira parte da unidade foi inaugurada em 1982 e, em 1986, abriu para o público o bloco esportivo. Lá dentro, o centro de cultura e lazer tem na programação cerca de 120 atrações musicais ou teatrais por mês. Há ainda quadras esportivas, piscina, espaços de exposições, restaurante e choperia, que fazem jus à frequência intensa, de 1,25 milhão de pessoas a cada ano. O teatro, de estrutura fora do convencional, tem duas frentes de plateia, com o palco entre elas. As poltronas, de madeira, sem estofado, remetem aos antigos teatros greco-romanos, que tinham assentos de pedra.

     

    Saiba mais
  • SESC

    Sesc Santana

    Avenida Luiz Dumont Villares, 579, Jardim São Paulo (Zona Norte)

    Tel: (11) 2971 8700

    3 avaliações

    O Sesc Santana, inaugurado em 2005, é uma referência para a prática de esportes na região. Há atividades para crianças a partir dos 3 anos de idade — elas estimulam o desenvolvimento com saltos, rolamentos, ritmo e expressão corporal. Para adolescentes, vôlei, basquete e futsal são algumas opções. Adultos e idosos podem se inscreverem hidroginástica, ginástica multifuncional e iniciação à corrida.

     

    + De A a Z: conheça os achados da Zona Norte

    Saiba mais
  • SESC

    Sesc Vila Mariana

    Rua Pelotas, 141, Vila Mariana

    Tel: (11) 5080 3000

    4 avaliações

    Inaugurado em 1997, os dois prédios tem dez andares cada um e são ligados por uma passarela de aço. A sede da zona sul tem um grande teatro, auditório, salas multiuso, praças de convivência, dois ginásios de esportes, piscina, consultórios dentários, lanchonete e estacionamento.

    Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO