ARTE OU VANDALISMO?

Sexta edição do festival “Cine Favela” propõe reflexão sobre pichação

Pela primeira vez, mostra sai de Heliópolis e exibe filmes em 10 pontos da cidade

Por: Bruno Machado - Atualizado em

undefined Foto 2
Cena de "Ulisses", curta-metragem que integra a programação do 6º Cine Favela (Foto: Divulgação)

A sexta edição do Cine Favela, uma parceria entre a Associação Cine Favela e o Sesc, começa nesta quarta (9). Pela primeira vez, a mostra, que apresenta o melhor do cinema periférico produzido no Brasil por associações, ONGs, universidades e outras entidades, sai da comunidade de Heliópolis (Zona Sul), e chega a 10 pontos da cidade, entre unidades do Sesc, comunidades populares e estações de metrô.

Neste ano, o festival reflete sobre o pixo, forma de expressão muitas vezes considerada vandalismo, em cinco longas-metragens e 32 curtas. O público elegerá o melhor dentre 22 dos 37 filmes que serão exibidos no total.

+ Veja os melhores filmes em cartaz na cidade

+ Faça sua programação para a repescagem da Mostra com nossa ferramenta

A abertura do evento acontece na quarta (9), no CineSesc, quando serão exibidos os curtas “Oscar” e “Picolé, Pintinho e Pipa” – ambos presentes na programação do festival do ano passado – e o longa “Pixo”, documentário sobre a realidade dos pichadores. Os detalhes da cerimônia – que é aberta ao público – serão transmitidos em tempo real pela Rádio Comunitária de Heliópolis.

Todas as exibições são gratuitas e acontecem até o próximo dia 15. Clique aqui para conferir a programação.

Fonte: VEJA SÃO PAULO