Teatro

Seis motivos para comprar agora seu ingresso de 'Wicked'

Um dos mais esperados musicais do ano, a produção milionária desembarcou no Teatro Renault no início de março

Por: Bárbara Öberg e Mônica Santos - Atualizado em

Wicked
'Wicked': Fabi Bang (no centro) e Myra Ruiz mandam muito bem (Foto: Ricardo D'Angelo)

Na quinta passada (3), as cortinas do Teatro Renault foram abertas para a pré-estreia do espetáculo mais esperado do ano: Wickedmusical milionário que se passa na Terra de Oz (muito antes de Dorothy entrar em cena) e conta a história de amizade entre duas bruxas: Elphaba, a má, e Glinda, a boa.

Algumas peças que você deve ver em 2016 em São Paulo

Na plateia, era possível sentir a ansiedade do público que é fã da história. Orçado em ao menos 35 milhões de reais, o resultado da montagem de quase três horas não poderia ser melhor. Confira seis motivos para garantir agora seu ingresso na primeira fila do espetáculo: 

1 - Quem assistiu ao mesmo espetáculo na Broadway (há doze anos em cartaz) e gostou, não vai sair decepcionado da montagem nacional. É tudo igualzinho: o mesmo figurino, cenário, maquiagens etc.

2 - O cenário deixa qualquer um de boca aberta por causa da riqueza de detaques e beleza. E, detalhe: é o maior já visto em todas as montagens de Wicked, inclusive a americana, porque o palco do Teatro Renault é maior. A estrutura toda pesa 559 toneladas, sendo 150 delas de iluminação e automação.

3 - Um dos momentos mais esperados do musical, o solo da bruxa Elphaba com a canção Desafiar a Gravidade, deixa a plateia emocionada. Alias, toda a adaptação musical é excelente. 

Alyssa Fox (Photo by Joan Marcus_2015) wicked
Atriz Alyssa Fox, em apresentação americana de Wicked (Foto: Joan Marcus)

4 - Myra Ruiz como Elphaba é boa. Mas Fabi Bang no papel da feiticeira Glinda é ótima. A atriz consegue envolver o elenco e encantar a plateia ao mesmo tempo. Cheia de personalidade, ela faz sua personagem ser a estrela do palco.

5 - Os figurinos são impressionantes e um dos sete vestidos de Glinda chega a pesar dez quilos. O mesmo vale para a maquiagem: para ganhar a pele verde-esmeralda, Myra Ruiz pinta os braços, o colo e o rosto em sete sessões por semana, de quarta a domingo.

Elphaba, a bruxa má - Wicked
Elphaba, a bruxa má: maquiagem verde que só sai com óleo de coco e sabonete especial  (Foto: Ricardo D'Angelo )

6 - Além da dupla de protagonistas, o restante do elenco também faz bonito na voz e nas belíssimas coreografias. Também merecem aplausos os afinadíssimos músicos regidos pela maestrina linha-dura Vânia Pajares. Do início ao fim, Wicked é só surpresa boa para a plateia.

Fonte: VEJA SÃO PAULO