Evento

Segunda edição do prêmio Paulistanos do Ano

VEJA SÃO PAULO reúne (e emociona) personalidades

- Atualizado em

Acostumado a arrancar gargalhadas do público, o palhaço-ator Wellington Nogueira levou Hebe Camargo às lágrimas na última terça. Foi na Casa Fasano, onde 500 convidados de Veja São Paulo se reuniram para a entrega do prêmio Paulistanos do Ano. Hebe, mestre-de-cerimônias da festa, ficou emocionada com o discurso feito por ele, vencedor da categoria Responsabilidade Social. "Quero convidá-los a tornar a cidade mais humana", disse o fundador da ONG Doutores da Alegria, último dos catorze contemplados a subir ao palco. A noite foi marcada por momentos como esse. A empresária Luiza Helena Trajano, presidente do Magazine Luiza, recebeu o troféu de empreendedora com a voz embargada, assim como a cientista Mayana Zatz, que para não esquecer ninguém na hora dos agradecimentos levou os nomes anotados num papel.

Criado em 2007, o prêmio seleciona personalidades que se destacaram em sua área e que colaboraram para melhorar São Paulo de alguma maneira. O cineasta Fernando Meirelles, por exemplo, retratou cartões-postais como a ponte estaiada e a Avenida Paulista em seu filme mais recente, Ensaio sobre a Cegueira. O major Ricardo de Barros, da Polícia Militar, foi escolhido por seu trabalho durante a implantação da Lei Seca. A lista de vencedores inclui, além de paulistanos de nascimento, os de adoção, ou seja, pessoas que fizeram da metrópole o cenário de sua atuação. Nesse segundo grupo se encaixa o escritor Laurentino Gomes, autor de 1808, best-seller sobre a vinda da família real portuguesa para o Brasil. Paranaense de nascimento, ele vive há duas décadas aqui. "Cheguei repleto de sonhos e a cidade me ajudou a realizar um por um", contou. Personalidades como a atriz Guilhermina Guinle, a apresentadora Eliana, o jornalista Zeca Camargo e a modelo Isabella Fiorentino, entre outras, compareceram ao evento para entregar troféus aos homenageados. "Fiquei muito feliz pelo convite, pois adoro o Marcelo Médici", disse a atriz Gabriela Duarte, que premiou o colega como melhor ator.

Fonte: VEJA SÃO PAULO