Cidade

Secretário da Prefeitura de Cotia é preso por agressão em um motel

José Júlio Tibúrcio Rezende estava com duas mulheres no local e tentou subornar os policiais ao receber voz de prisão

Por: Redação VEJA SÃO PAULO

Polícia
Policiais fazem blitz na Zona Oeste (Foto: Alex Silva/AE)

O que seria uma noite de diversão para o secretário de Turismo de Cotia, José Júlio Tibúrcio Rezende, de 56 anos, virou caso de polícia na madrugada da última quarta (12). Ele foi detido sob a suspeita de ter agredido duas mulheres no quarto de um motel, localizado na região do Butantã, na Zona Oeste.

De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública, Tagarela, como é conhecido, inclusive dentro de seu partido, o PTB, chegou a resistir a prisão e quis dar dinheiro aos policiais para ir embora.

Segundo a SSP, a polícia chegou ao local por volta das 4h50 da madrugada. Nesse momento, Tibúrcio estava do lado de fora do quarto, batendo na porta, que estava trancada. Na parte de dentro, estavam sua namorada, de 34 anos, que também é servidora pública, e uma jovem de 25 anos, identificada no boletim de ocorrência como uma "estudante contratada para prestar serviços". As duas tinham marcas de agressão.

A garota havia sido contratada pelo casal e, de acordo com a polícia, Tibúrcio teria ficado com ciúmes e atacou as duas, que o trancaram o secretário para fora. A secretaria não informou em que partes dos corpos as mulheres foram golpeadas, mas sabe-se que não houve agressão sexual. No quarto, foram encontrados restos de garrafas de vinho e latas de cerveja vazias.

Os policiais que estavam no local afirmam que Tibúrcio alegava conhecer pessoas importantes e que esse caso não daria em nada. Além disso, chegou a tirar 477 reais em dinheiro da carteira, tentando subornar os agentes, que deram voz de prisão. Em seguida, ele reagiu a tentativa dos policias em algemá-lo, sendo preciso imobilizá-lo, segundo os policiais.

O caso foi registrado no 34º DP da Vila Sônia. José Júlio Tibúrcio Rezende é acusado de agressão, desobediência, desacato, corrupção ativa e resistência. Ele permanece na carceragem do 91º DP, do Ceagesp. A Prefeitura de Cotia diz que o secretário de Turismo foi afastado do cargo.

 

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO