Saúde

São Paulo registra a primeira morte por dengue em 2015

Vítima morava na Freguesia do Ó, na Zona Norte; estado já contabilizou 32 mortes pela doença neste ano

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

dengue
Agentes da prefeitura fazem ação de prevenção na região do Parque Continental, na Lapa (Foto: Prefeitura de São Paulo)

Uma moradora de 84 anos da Freguesia do Ó, na Zona Norte, é a primeira vítima fatal da dengue confirmada na cidade de São Paulo em 2015, segundo a Secretaria de Estado da Saúde. Ao todo, o estado já soma 32 mortes pela doença desde o dia 1º de janeiro. Ao longo de todo o ano passado, foram 87.

+ Falta de água faz Starbucks reduzir horário de funcionamento

De acordo com o Ministério da Saúde, nos dois primeiros meses do ano, registrou-se aumento de 139% dos casos notificados de dengue, comparado ao mesmo período do ano passado. Foram 174 676 notificações em janeiro e fevereiro de 2015, contra os 73 135 do ano passado. Na cidade foram 2 708 ocorrências da doença, ante 1 440 casos no mesmo período de 2014, crescimento de 88%.

O Ministério afirma em nota divulgada em seu portal que a estocagem inadequada de água nesse período da crise hídrica pode ser um dos fatores que aumentaram a proliferação do mosquito. “Em muitas regiões, por conta da falta de água, as pessoas acabaram acumulando água em casa. Isso ajudou também a ampliar a proliferação do mosquito” diz o ministro Arthur Chioro. 

Segundo ele, quinze minutos são suficientes para que as famílias façam uma vistoria em casa e eliminem qualquer situação que pode servir de criadouro do mosquito, como toneis de água destampados, vasos de plantas, calhas sujas, brinquedos de crianças.

Fonte: VEJA SÃO PAULO