Lazer

São Paulo ganha faixa de ciclistas aos domingos

Bicicletas tomam o lugar dos carros em quatro avenidas

Por: Fernanda Nascimento - Atualizado em

No último domingo (30), as bicicletas ganharam uma pista exclusiva em quatro avenidas do Ibirapuera e do Itaim Bibi. O percurso de 5 quilômetros que liga três parques da Zona Sul – Ibirapuera, das Bicicletas e do Povo – lotou: cerca de 10 000 pessoas pedalaram das 7 ao meio-dia. No novo programa de lazer criado pela prefeitura, os bikers chegaram a formar filas nos cruzamentos à espera da abertura dos semáforos. Desobedecendo à recomendação dos 130 monitores que trabalharam na organização, a maioria não descia da magrela para atravessar a rua de modo a garantir a segurança de quem estava a pé. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) anunciou que vai mudar o percurso para que só reste um cruzamento sobre faixa de pedestres. Também será eliminado o trecho de calçada na Avenida Faria Lima.

Mesmo na pista exclusiva para os pedais, muitas pessoas aproveitaram para correr, andar de patins ou de skate. Apesar de ser um desconforto para quem está de bicicleta, isso é permitido. De modo geral, no entanto, a segurança na ciclofaixa, separada dos carros por cones e por uma faixa vermelha pintada no chão, foi aprovada. O sucesso da faixa adaptada mos–trou a demanda da população por passeios seguros sobre duas rodas. São Paulo tem só 10 quilômetros de ciclovias fixas. Estima-se que 160 000 pessoas usem esse meio de transporte diariamente. A empresária Márcia Mello costumava pedalar no Parque Villa-Lobos, mas foi experimentar a novidade com o marido, o publicitário Meyer Cohen. "É uma pena que não exista uma pista do Alto de Pinheiros até aqui", queixou-se Márcia. "O trajeto é perigoso." Para atender pessoas como ela, a ciclofaixa deve crescer. "Nossa ideia é expandi-la ao Parque Villa-Lobos e à USP", promete o prefeito Gilberto Kassab. "Estamos conversando com a administração da universidade para liberar a área aos ciclistas pelo menos aos domingos de manhã."

Fonte: VEJA SÃO PAULO