Clima

Baixa umidade do ar põe São Paulo em estado de alerta

Taxa é de 19% no centro da capital; índice é inadequado para a saúde, de acordo com a OMS

Por: Redação VEJA SÃO PAULO

Tempo São Paulo
Os termômetros marcaram 13,2 graus às 4 horas desta quarta-feira (28) (Foto: Fábio Lemos Lopes)

A cidade de São Paulo entrou em estado de alerta nesta segunda-feira (25) devido a baixa umidade do ar. De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergência (CGE), a taxa registrada no Centro foi de 19%. O clima seco da capital se aproxima ao de desertos, como o Atacama, no Chile, cuja umidade relativa do ar gira em torno de 12%

+ Onde experimentar paletas mexicanas, os picolés gigantes

+ Restaurantes vegetarianos e naturais com pratos caprichados

A Organização Mundial da Saúde afirma que índice inferiores a 60% não são adequados para a saúde humana. Em dias secos, o CGE recomenda que sejam evitados exercícios físicos e trabalho ao ar livre entre as 10h e as 16h. Também é necessário evitar agliomerações em ambientes fechados e usar soro fisiológicos para lubrificar os olhos e as narinas. 

+ Nível de represas de São Paulo segue em queda

+ ÚLTIMAS NOTÍCIAS: o que acontece de mais importante na cidade

Para os próximos dias, a previsão é que a umidade volte a subir. Na terça (26), os índices devem se aproximar de 35%. Já na quarta (27), devido a uma frente fria que começa a atuar no sul do estado de São Paulo, chuvas fracas devem acontecer isoladamente e elevar os índices, que devem ser superiores a 45%.

Fonte: VEJA SÃO PAULO