História

São Paulo: a cidade do motor

Trajetória da relação da capital com os carros: décadas de corridas, publicidade e eventos

Por: Jéssika Torrezan - Atualizado em

Fila de calhambeques na inauguração do Teatro Municipal
Fila de calhambeques: a inauguração do Teatro Municipal foi o motivo para a formação do primeiro engarrafamento (Foto: Acervo do Teatro Municipal)

O primeiro carro chegou ao Brasil em 1891. O Peugeot que desembarcou no Porto de Santos pertencia a Alberto Santos Dumont, então com 18 anos de idade e antes de se tornar o pai da aviação. Em 1904, existiam 84 veículos motorizados rodando em São Paulo, a maioria em nome de famílias tradicionais como Matarazzo e Prado Júnior. O primeiro congestionamento não tardou: foi registrado em setembro de 1911, na inauguração do Teatro Municipal, quando cerca de 300 calhambeques se enfileiraram em torno da Praça Ramos de Azevedo. Cem anos depois, a frota cresceu exponencialmente , chegando a 7 milhões. Assim como os engarrafamentos: o maior da história ocorreu em junho de 2009, com 293 quilômetros. Acompanhe nos quadros ao longo da reportagem a evolução da história e da trajetória da íntima relação da capital com o assunto, contada por meio do esporte motorizado, da publicidade e do Salão do Automóvel.

Linha do Tempo

1891 – O primeiro carro chega ao Brasil: pertencia a Santos Dumont. O modelo foi registrado em São Paulo.

1919 – A Ford instala a primeira fábrica de carros do país, na Rua Florêncio de Abreu, no centro.

1927 – A Chevrolet inicia a construção de seu prédio em São Caetano do Sul.

1936 – Um acidente no GP de São Paulo deixa quatro mortos e mais de trinta feridos na Avenida Brasil.

1940 – O Autódromo de Interlagos é inaugurado.

1953 – A Volkswagen chega a São Paulo e abre uma sede no Ipiranga .

1956 – O presidente Juscelino Kubitschek cria um programa para incentivar a instalação de fábricas no país.

1960 – É realizado o 1º Salão do Automóvel.

1993 – A Volkswagen, na Via Anchieta, volta a produzir o Fusca.

2009 – Com 293 quilômetros, é assinalado o maior congestionamento da história de São Paulo.

2011 – A frota registrada da capital ultrapassa os 7 milhões de veículos.

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO