São Paulo Boat Show

Navegadora mais jovem a dar a volta ao mundo fala sobre sua experiência

Australiana Jessica Watson aporta na cidade para uma palestra no São Paulo Boat Show, que começa hoje (14) e vai até a próxima terça (19)

Por: Daniel Ottaiano - Atualizado em

Jessica Watson - São Paulo Boat Show
Velejadora australiana Jessica Watson: volta ao mundo aos 16 anos (Foto: Divulgação)

Seu primeiro contato com um veleiro foi aos 8 anos. Aos 13, ela já planejava dar a volta ao mundo sozinha, a bordo de um barco. A australiana Jessica Watson tornou-se a mais jovem velejadora a conseguir tal feito três dias antes de completar 17 anos, em 15 de maio deste ano. É para contar sobre sua precoce aventura que ela aporta na cidade amanhã (sexta, 15) para uma palestra no São Paulo Boat Show, evento que começa hoje (14) e ocupa o Transamérica Expo Center até a próxima terça (19).

+ Barcos nas ruas da capital

A jovem ficou conhecida como a Penélope Charmosa dos mares, por conta de seu barco ser cor de rosa. No Ella’s Pink Lady, um veleiro de 10 metros de comprimento, ela percorreu sozinha 24 000 milhas náuticas (44 448 quilômetros) em 210 dias. “Durante esse período, eu só vi terra firme por três vezes e, mesmo assim, a distância”, conta Jessica.

Agora, ela espera terminar o ensino médio para buscar novos desafios. “Provavelmente, vou começar a participar de corridas [à vela].”

São Paulo Boat Show

São Paulo Boat Show 4
O Boat Show, no ano passado: movimento de 185 milhões de reais (Foto: Mozart Latorre)

O evento não é apenas uma feira, mas um showroom para clientes endinheirados que planejam adquirir um barco. O São Paulo Boat Show deve receber, entre amanhã (14) e terça (19), 55 000 visitantes _ entre curiosos e possíveis compradores _, em busca das novidades do exclusivo mercado náutico. Ao todo, 150 estaleiros nacionais e internacionais expõem cerca de 220 de suas máquinas.

 

Na edição de 2009, as vendas de lanchas, veleiros, jet skis, motores, equipamentos e acessórios de mergulho e wakeboard somaram 185 milhões de reais. Para este ano, a previsão é que o valor suba em mais de 10%, para 210 milhões de reais.

O idealizador e presidente da feira, Ernani Paciornik, afirma que o público do São Paulo Boat Show costuma ser, em sua maioria, das classes A e B. “Com o advento do financiamento, em até 60 vezes, ficou mais viável comprar um barco no Brasil.” Segundo ele, lanchas de médio porte são as mais vendidas. Os preços desse tipo de embarcação variam de 20 000 a cerca de 10 milhões de reais.

Fonte: VEJA SÃO PAULO