Balanço

São Paulo espera 2 milhões de foliões em blocos de rua

Cidade terá cerca de 75% coletivos a mais do que no ano passado. Foliões poderão ficar nas ruas até as 22h

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Bloco - Confraria
Confraria do Pasmado, tradicional bloco da região de Pinheiros (Foto: Divulgação)

Após a cidade ter reunido cerca de 1 milhão de pessoas no último período carnavalesco, a expectativa da prefeitura é que os cerca de 300 blocos cadastrados em 2015 e os desfiles das escolas de samba concentrem até o dobro de foliões neste ano.

+ Ministério Público recebe moradores que querem vetar Carnaval na Vila Madalena

Com previsão de público entre 1,5 milhão e 2 milhões de pessoas, a cidade terá cerca de 75% blocos de rua a mais do que em 2014, quando houve, ao todo, 174. A maior parte deles estará concentrada na região central, além da Vila Mariana e Pinheiros, na Zona Oeste. Até 1º de março, 86 blocos desfilarão nas ruas da subprefeitura da Sé, no centro, enquanto a área da subprefeitura de Pinheiros terá outros 67.

No entanto, a festa terá hora para acabar. Segundo planejamento divulgado pela administração municipal nesta quinta-feira (29), os blocos só poderão se manter nas ruas até as 22h e o grupos terão de se dispersar até a meia-noite.

bloco da augusta2
Integrantes do bloco Quizomba, que desfila no domingo (8) na Av. Paulo VI, em Pinheiros (Foto: Juliana Deodoro)

+ Já é Carnaval: confira blocos, festas e ensaios

Com o crescimento gradual do Carnaval de rua, a previsão é que a permanência de turistas na cidade - com média de 4,5 dias em 2014 - também aumente neste ano. "Muitos paulistanos vão deixar de viajar e muitos turistas que vêm a São Paulo aproveitam para fazer comprar, frequentar restaurantes e ir aos museus", afirmou o secretário municipal de Turismo, Wilson Poit. Em 2014, a cidade movimentou cerca de 60 milhões de reais durante os dias de folia.

O fim de semana com a maior quantidade de blocos agendados será na véspera do carnaval, nos dias 7 e 8 de fevereiro, quando 100 deles sairão às ruas por diversas regiões. Toda a programação dos blocos inscritos vai ficar disponíveis no site desenvolvido pela prefeitura, com datas, horários e percursos.

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) interditará temporariamente as vias com cavaletes e cones, demarcando o trajeto dos blocos. O bloqueio será desfeito ao fim de cada festa.

+ Vereador pede cancelamento de Carnaval por falta d’água

Bloco - Carnaval 2014 - Luigi - no bloco da vila madalena
Rapaz fantasiado de Luigi, dos irmãos Mario, em bloco da Vila Madalena (Foto: Sophia Braun)

Principalmente por causa dos transtornos ocorridos durante a Copa do Mundo, a fiscalização deve ser mais rigorosa na região da Vila Madalena, com a presença da Polícia Militar e da Guarda Civil Metropolitana (GCM).

Uma das alternativas pensadas para evitar aglomerações na região e melhorar o fluxo na Vila Madalena e em Pinheiros foi a criação do Baile da Batata. Um baile de rua no Largo da Batata, em Pinheiros, marcado para os dias 7, 8, 14 e 17 de fevereiro.

(Com Estadão Contéudo)

Fonte: VEJA SÃO PAULO