Seus problemas acabaram

Um santo para cada urgência

Guia mostra a quem recorrer quando estiver em apuros

Por: Bruna Gomes - Atualizado em

Mulher rezando
(Foto: Thinkstock)

Antes de ser Dia das Crianças, 12 de outubro é o Dia de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil. A data nos inspirou a montar um guia com dez santos e as suas especialidades. Assim, em qualquer problema, fica fácil saber a quem recorrer.

Para conhecer a história por trás da fama de cada um deles, contamos com a ajuda do padre Antonio Aparecido Pereira, vigário episcopal para as Comunicações da Arquidiocese de São Paulo.

Confira abaixo nossa seleção, separada por sete tipos de infortúnio.

PARA SE CASAR LOGO

Santo Antonio

Por quê? Na época em que as moças precisavam de dote para se casar, Santo Antonio ajudou uma jovem pobre a conseguir o dinheiro. Daí veio a tradição de chamá-lo de santo casamenteiro. Ele também é conhecido como o santo que protege as famílias e as ajuda a se iniciarem bem.

PARA UMA CAUSA DIFÍCIL

São Judas Tadeu

Por quê? São Judas era primo e um apóstolo de Jesus. Como seu nome lembra Judas Iscariotes, o traidor, ele ficou um pouco esquecido. A solução foi dar trabalho para ele, vendendo-o como o santo que deve ser procurado para resolver causas difíceis. Ter se tornado popular foi sua primeira causa difícil resolvida.

PARA CAUSAS IMEDIATAS OU IMPOSSÍVEIS

Santo Expedito

Por quê? Ainda se discute se ele existiu ou não, mas acredita-se que tenha sido um soldado romano. A palavra “expedito” é um adjetivo e significa alguém que tem expediente, ou seja, que resolve as coisas com facilidade. A arte sacra representa Santo Expedito pisando em um corvo e com uma cruz na mão. O som que o corvo faz é “cras” (amanhã, em latim) e a cruz traz a palavra “Hodie” (hoje). O simbolismo é de que ele não deixa para depois a resolução dos problemas.

PARA COISAS PERDIDAS

São Longuinho

Por quê? Na história, São Longuinho é um soldado romano que perfurou Cristo com uma lança, durante o processo da crucificação. Ele tinha um problema de vista e, quando o sangue de Cristo caiu em seus olhos, acabou curado e se converteu ao cristianismo. Na arte sacra, ele é representado como um frade barbudo com uma lanterna nas mãos. Por conta disso, São Longuinho é invocado para encontrar coisas perdidas.

PARA DOENÇAS NA GARGANTA

São Brás

Por quê? São Brás foi um bispo que abençoou uma criança com um espinho na garganta. Depois da benção, o pequeno expeliu o espinho e, hoje, o santo é venerado como protetor contra este tipo de mal.

PARA SE LIVRAR DE DÍVIDAS

Santa Edwiges

Por quê? Edwiges foi uma grande nobre. Sua família composta pelo marido e seis filhos passou por desentendimentos por causa de sua riqueza e, depois de um tempo, ela se desapegou das coisas materiais. Decidiu se mudar para o mosteiro construído pelo marido e dedicou sua vida aos pobres e doentes. Por isso, hoje, é invocada pelos devedores.

PARA PEDIR DIAS DE SOL

Santa Clara

Por quê? Assim como São Francisco, de quem era amiga, Santa Clara largou tudo para servir a Deus. Fundou a congregação chamada Clarissas e, um dia, viu projetado em uma parede o que estava acontecendo em uma reunião muito longe dali. Por conta disso, também é considerada a padroeira da televisão. Já a famosa tradição de oferecer ovos para conseguir dias de sol tem a ver com a religiosidade popular.

Fonte: VEJA SÃO PAULO