Restaurantes

Salvatore Loi faz pratos italianos no ambiente informal do Girarrosto

Antes chef do Fasano, o italiano número 1 da cidade, Loi renovou quase que totalmente as sugestões de sua nova casa

Por: Arnaldo Lorençato e Helena Galante - Atualizado em

Risoto de ervilha com lula crocante do Girarrosto - Foto Fernando Moraes
Risoto de ervilha coroado por lula crocante (R$ 51,00): sugestão do mestre (Foto: Fernando Moraes)

Erguido ao custo de 10 milhões de reais no mesmo ponto onde funcionou o tradicional Pandoro, o Girarrosto é um dos restaurantes do Grupo Egeu, cujo portfólio inclui o Kaá, o Italy e a rede de lanchonetes General Prime Burger, além da confeitaria e padaria Jelly Bread.

Se o investimento apresentado pelos sócios impressiona, o salão gigantesco foge da suntuosidade: sua atmosfera segue um estilo informal. Na inauguração, em fevereiro deste ano, quem cuidava do menu era Massimo Barletti, hoje no Italy.

Uma pequena revolução culinária teve lugar cinco meses depois, quando Salvatore Loi — até então chef do Fasano, o italiano número 1 da cidade — foi convidado para pilotar os fogões. O cozinheiro renovou quase que totalmente as sugestões. Mas, em vez de se dedicar aos requintes da alta gastronomia como no endereço anterior, ele elabora agora receitas mais simples, com evidentes toques de refinamento e a preços bem mais razoáveis.

Salvatore Loi - Foto Fernando Moraes
Salvatore Loi: o cozinheiro renovou as sugestões do menu (Foto: Fernando Moraes)

Depois de Loi ter assumido o posto, foram feitas três visitas à casa. Algumas pedidas são encantadoras por combinar simplicidade e sabor. É o caso do risoto de ervilhas frescas coroado por anéis crocantes de lula (R$ 51,00) e do marcante cabrito assado a vácuo recheado de linguiça na companhia de batata amassada na salsinha (R$ 61,00). Além desse, os assados na grelha giratória estão entre as marcas do cardápio.

Também agradam as massas frescas, a exemplo do ravióli ao recheio de molho carbonara banhado por manteiga e suco de limão ao aroma de folhas de hortelã e pinhole (R$ 47,00).

Nas noites de domingo, a casa transforma-se apenas em pizzaria. Sobre os discos de massa de fermentação natural, aparecem ótimas coberturas, como a vegetariana (abobrinha e berinjela marinadas, cogumelo shiitake e alcachofrinha; R$ 55,00).

Menos entusiasmantes que os pratos, as sobremesas incluem o mil-folhas (R$ 22,00). A carta de vinhos traz rótulos como o Tormaresca Fichimori Negroamaro 2009 (R$ 85,00).

+ Veja o cardápio do Girarrosto

COMIDA ✪✪✪✪ | AMBIENTE ✪✪✪ | SERVIÇO ✪✪

Fonte: VEJA SÃO PAULO