Comidinhas

Os salgados mais famosos da cidade

Coxinha, quibe e bolinho de bacalhau são alguns dos quitutes que fazem sucesso em endereços tradicionais da capital

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Copa de Petiscos - Coxinha
Coxinha do Veloso: o bar é conhecido por esse quitute (Foto: Fernando Moraes)

São Paulo abriga ótimos endereços para comer quitutes, é fato.  Alguns deles, contudo, ganham status de ponto turístico na cidade. Conheça sete deles, que fazem jus à boa fama que têm:

 

COXINHA DO VELOSO

É difícil comer uma só. De tamanho médio e quase sem massa, a coxinha traz o recheio bem cremoso de frango e catupiry. A porção de seis custa R$ 30,00 e a unidade, R$ 5,50. Em uma década de existência, o boteco da Vila Mariana já vendeu mais de 6 milhões de salgados. 

Outros endereços que também têm ótimas coxinhas: Frangó, Santa Coxinha e Padaria Brasileira.

 

PASTEL DO PASTEL DA MARIA 

Pastel da Maria
Pastel: além do sabor carne, o endereço oferece recheios bem diferentes (Foto: Fernando Moraes)

Bicampeã em edições passadas do especial VEJA COMER & BEBER, a japonesa Maria Kuniko Yonaha não perdeu a mão na fórmula do salgado sempre crocante. Escolha um dos nove endereços para provar recheios tradicionais como carne, queijo, pizza e bauru (R$ 6,00 cada um), além de combinações diferentonas de estrogonofe de carne, mussarela e batata palha, e a japa, com cogumelos shimeji e shiitake (R$ 8,50 cada uma). 

Outros endereços que também têm ótimos pastéis: Yoka, Yokoyama e A Pastella.

 

BOLINHO DE BACALHAU DO BAR LUIZ FERNANDES 

Bolinho de bacalhau já foi incorporado ao cardápio brasileiro
Bolinho de bacalhau já foi incorporado ao cardápio brasileiro (Foto: Mario Rodrigues)

É um concorrido patrimônio da Zona Norte, que bomba de terça a domingo. As receitas da dona Idalina, a mulher do fundador Luiz Fernandes e mãe de Luiz Eduardo, que toca a casa no dia a dia, são à prova de possíveis perrengues. Seus bolinhos de jeitão caseiro fazem qualquer pedida gourmet parecer sem graça. Um dos grandes sucessos é o bolinho de bacalhau que custa R$ 5,00. 

Outros endereços que também têm ótimos bolinhos de bacalhau: Bar Léo, Café Machado e Academia da Gula.

+ Nove doces que vão deixar seu amor ainda mais apaixonado 

 

PÃO DE QUEIJO DO PÃO DE QUEIJO HADDOCK LOBO 

Pão de Queijo Haddock Lobo
Pão de Queijo Haddock Lobo: o famoso pãozinho de formato irregular atrai clientela assídua (Foto: Fernando Moraes)

Levinho, levinho (e um tanto disforme). Assim é o pão de queijo feito há mais de quarenta anos pelo baiano Sebastião Marques Cazumbá e vendido na pequena e concorridíssima loja do Jardim Paulista. Na receita, vendida a R$ 6,00, entram queijo meia-cura e uma quantidade caprichada de polvilho, o que garante casquinha crocante e interior bem macio

Outros endereços que também têm ótimos pãezinhos de queijo: Pãozin, Lá na Venda e O Melhor Pão de Queijo do Mundo

 

ESFIHA DA CASA GARABED 

Casa Garabed traz cozinha similar à árabe, mas com difereças de sabor
Casa Garabed traz cozinha similar à árabe, mas com difereças de sabor (Foto: Mario Rodrigues)

Com um período de interrupção entre 1972 e 1980, o forno a lenha é aceso desde 1951 nesta casa simples, de fachada camuflada no meio de residências. Nas chamas alimentadas por eucalipto se assam esfihas abertas e fechadas de massa fina até ficarem bronzeadas. Longe de serem baratas — os preços variam de R$ 7,80 a R$ 13,70 a unidade —, elas integram a lista de melhores da cidade

Também fazem sucesso as esfihas da rede Jaber, da Effendi e da Esfiha Juventus.

 

EMPADA DA CASA GODINHO 

Casa Godinho
Empada: o salgado ganha oito recheios (Foto: Mario Rodrigues)

Declarado Patrimônio Cultural Imaterial da cidade em 2012, este empório de secos e molhados foi inaugurado no ano de 1888, na Praça da Sé. Em 1924, passou a funcionar em um prédio da Rua Líbero Badaró, onde está até hoje. Para consumo no local, a seleção de quitutes da vitrine inclui uma saborosa receita de empadinha. O salgado tem massa quebradiça e ganha oito tipos de recheio, entre eles carne-seca, frango, palmito, alheira (R$ 6,00 cada uma), camarão e bacalhau (R$ 6,50 cada uma). 

Experimente também as empadas do Bar do Magrão, do restaurante Rancho do Português e do Rancho da Empada.

+ Padaria Brasileira promove festival de coxinhas

 

QUIBE DA TENDA DO NILO 

Tenda do Nilo
Tenda do Nilo:o quibe frito tem massa que parece uma casquinha, de tão fina (Foto: Mario Rodrigues)

Espremido em uma esquina do Paraíso, o minúsculo salão serve uma comida ótima. É o caso bons quibes fritos (R$ 8,50 a unidade) da cidade. Ele traz bastante cebola no recheio, o que lhe confere um sabor leve e discretamente adocicado. 

Também encontram-se ótimas receitas de quibe no Rosima, no Brasserie Victória e no restaurante Monte Líbano.

Fonte: VEJA SÃO PAULO