fiscalização

Sala São Paulo foi aprovada em vistoria de segurança, diz governo

Reportagem afirmava que local tinha auto de vistoria do Corpo de Bombeiros vencido; estabelecimentos são alvo de operação da prefeitura após tragédia no RS

Por: Redação VEJINHA.COM - Atualizado em

Sala São Paulo
Interior da Sala São Paulo, na Praça Júlio Prestes (Foto: Divulgação)

A Secretaria de Estado da Cultura divulgou um comunicado nesta terça-feira (5) afirmando que a Sala São Paulo foi vistoriada pelo Corpo de Bombeiros e teve todos seus equipamentos de segurança aprovados.

O esclarecimento foi feito após reportagem do jornal  Folha de São Paulo  citar que o local, assim como a Pinacoteca, tinha AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros) vencido. O documento atesta a segurança em estabelecimentos que recebem grande quantidade de público e que passaram a ser alvo de uma operação de fiscalização da prefeitura após o incêndio que deixou 241 mortos numa boate em Santa Maria (RS).

Segundo a nota, a renovação do AVCB já estava "previamente programada". "Todos os equipamentos de segurança da Sala São Paulo foram verificados e testados pelo representante do Corpo de Bombeiros, que aprovou as instalações sem restrições. A Sala São Paulo continua funcionando normalmente, conforme o previsto", diz o texto.

Sala São Paulo
Fachada da São Paulo, que funciona no edifício que abrigou a antiga estação da Estrada de Ferro Sorocabana (Foto: Veja São Paulo)

No final de semana, a Fundação Osesp já havia divulgado um comunicado em que afirmava que o local, considerado uma das melhores salas de concertos da América Latina, possui "153 detectores de fumaça, 170 extintores de incêndio, 55 hidrantes entre outros recursos, além de seguro contra danos patrimoniais e terceiros".

Esta semana, casas noturnas da cidade que fecharam as portas alegando luto pelas vítimas da tragédia ou para revisar as instalações  voltaram a funcionar.

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO