Glamping

Safári com Edredom: África do Sul

Objetivo é dormir, com todo o conforto, ao ar livre

Por: Rachel Verano - Atualizado em

Glamping, África do Sul - 2244a
Malori Sleep Out: para dormir ao ar livre perto dos bichos (Foto: Divulgação)

Não mais do que trinta hóspedes por vez têm o privilégio de se hospedar na maior reserva particular de safári da África do Sul, uma mescla de vegetação de savana com dunas de areia e montanhas que ocupa uma área de 100.000 hectares habitada por oitenta espécies de mamíferos (zebras, girafas, rinocerontes, leões...) e 240 de pássaros. O cenário é de cinema — para se ter uma ideia, foi fotografada ali, por Annie Leibovitz, a campanha da Louis Vuitton com Bono e Ali Hewson em 2010. Para chegar, é preciso embarcar em jatinhos fretados — são 560 quilômetros desde Johannesburgo e 850 desde a Cidade do Cabo. As acomodações principais ficam em bangalôs com paredes de argila e pedra equipados com lareira e de frente para um lago em que os animais costumam beber água. Mas a grande estrela do glamping local acaba de ser inaugurada: o Malori Sleep Out. Trata-se de uma plataforma de madeira elevada no meio da reserva onde o objetivo é dormir, com todo o conforto, ao ar livre. A cama é king-size, o enxoval é da marca Aldona, uma das mais finas do país, e há roupões e chinelos à disposição. Os hóspedes chegam em jipes de safári, no fim do dia, quando é servido vinho de frente para o pôr do sol. O jantar, preparado por um chef, inclui sobremesa e tábua de queijos para encerrar. Na sequência os funcionários se retiram e deixam os aventureiros com um rádio para eventuais emergências. O céu coalhado de estrelas e as silhuetas de animais fazem companhia até o amanhecer, quando é preparado um piquenique no deque.

+ Sete opções de glamping: camping com glamour

TSWALU KALAHARI – MALORI SLEEP OUT. Diária a partir de 1.155 reais para duas pessoas. Inclui transporte, refeições e bebidas. Telefone: (27) 53 781-9211. www.tswalu.com.

Fonte: VEJA SÃO PAULO