Mistérios da Cidade

Conheça alternativas às sacolas plásticas oferecidas em São Paulo

Com distribuição e venda proibidas, embalagem será substituída por alternativas

Por: Mauricio Xavier [com reportagem de Giovana Romani, Isabella Villalba, Mariana Barros e Nathalia Zaccaro]

sacolas plásticas Mistérios da Cidade 2218
O supermercado Pão de Açúcar: local tem sete opções para substituir sacolas plásticas (Foto: Fernando Moraes)

A Câmara Municipal aprovou na última terça (17) uma lei que proíbe a distribuição e venda de sacolas plásticas a consumidores em todos os estabelecimentos comerciais da cidade. Agora o projeto segue para sanção do prefeito Gilberto Kassab e entra em vigor em janeiro de 2012.

+ É uma boa ideia acabar com as sacolas plásticas?

Quem descumprir a determinação estará sujeito a multas que vão de 50 reais a 50 milhões de reais, dependendo do tamanho e faturamento do infrator. Algumas redes já estão oferecendo alternativas a seus clientes. E cobrando por elas. Veja abaixo:

Carrefour: Caixa de papelão (gratuita) e sacola de ráfia (R$ 2,90)

Drogaria Iguatemi: Sacola de papel (gratuita) a partir de junho e sacola de plástico retornável (preço indefinido) no segundo semestre

Fnac: Bolsa de plástico retornável (R$ 3,00)

Pão de Açúcar: Sacolas de amido de milho (R$ 0,20), papel (R$ 0,65), ráfia (R$ 2,99), PET (R$ 6,99), lona (R$ 13,90) e caixa plástica (R$ 29,90)

Fonte: VEJA SÃO PAULO