Interior

Sacola plástica pode ter matado hipopótamo

Batizado de Miltão, animal era considerado símbolo do zoológico de Araçatuba, no interior de São Paulo

Por: Estadão Conteúdo

Hipopótamo
Miltão: com 37 anos, animal era um dos hipopótamos mais velhos do país (Foto: Reprodução TV)

Médicos veterinários de Araçatuba, no interior de São Paulo, constataram que uma sacola plástica pode ter causado a morte do hipopótamo Miltão, animal símbolo do zoológico da cidade, encontrado morto na terça (21).

+ "Acabei fazendo um desabafo ", diz chef Henrique Fogaça

Miltão, que tinha 37 anos, era um dos hipopótamos mais idosos do país - a idade média desses animais é de 25 a 30 anos. Ele morava no Zoológico Flávio Leite Ribeiro desde 1989, quando foi doado pelo Zoológico de São Paulo. A sua presença era uma das maiores atrações do local.

Na necropsia, os médicos veterinários da Universidade Estadual Paulista encontraram uma sacola plástica que teria provocado uma obstrução intestinal causando sua morte. Segundo os especialistas, um "tampão de plástico e metálico" obstruiu completamente a passagem entre o estômago e o início do intestino, o que teria provocado a perda de peso e o enfraquecimento, causando a morte.

Haddad leva discos do Racionais de presente para o papa Francisco

Segundo o secretário de Meio Ambiente de Araçatuba, Jorge Rozas, o animal já vinha recebendo cuidados, sendo tratado por soro e antibióticos. Ele adoecera havia cerca de dez dias, quando os tratadores perceberam que tinha parado de se alimentar e mudado de comportamento. De acordo com Rozas, os animais do local passam por controle anual, mas o tratamento preventivo de Miltão era mais complicado porque, por causa de seu grande porte (2 toneladas), ele não podia ser sedado constantemente. Por isso, o acompanhamento era feito pela alimentação e exames de rotina.

+ Confira as principais notícias da cidade

No entanto, segundo Rozas, apesar dos cuidados adotados, pessoas jogam alimentos para os bichos. A hipótese é de que algum visitante tenha jogado a sacola plástica com alimento para o animal, que a engoliu junto com a comida. O laudo final deve sair em quinze dias.

Fonte: Estadão Conteúdo