Crise hídrica

Sabesp arrecada 79 milhões de reais com multa

A arrecadação extra com quem aumentou consumo de água ajudou a amenizar a queda na receita operacional da companhia

Por: Veja São Paulo

Desperdício de água
Desperdício de água: cerca de 450 clientes receberam a multa (Foto: Flávio Florido/Folhapress)

A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo arrecadou 79,3 milhões de reais com a multa da água entre janeiro e março, aponta balanço financeiro do primeiro trimestre divulgado pela empresa ao mercado na noite de quinta (14).

Segundo a estatal, a arrecadação extra com a sobretaxa de até 50% na conta para quem aumentar o consumo, que entrou em vigor em janeiro, ajudou a amenizar a queda na receita operacional da companhia no período, que foi de 440 milhões de reais, ou 18% na comparação com 2014. A Sabesp informa que cerca de 450 mil clientes da Grande São Paulo receberam a sobretaxa.

+ Juiz da Lava Jato é ovacionado em lançamento de livro em São Paulo

"Inaugurada" há um ano como uma solução pontual para a crise hídrica, a captação de água do volume morto do sistema Cantareira, feita para evitar o colapso no abastecimento da região metropolitana de São Paulo, já custou R$ 120 milhões à Sabesp e ainda não tem data para acabar.

Esse valor inclui todas as obras civis, como a construção de diques e dragagem, a compra de equipamentos e até o gasto com óleo diesel para os geradores de energia que garantem o funcionamento das bombas vinte e quatro horas.

+ Confira as principais notícias da cidade

O custo se aproxima dos 130 milhões de reais que a Sabesp prevê gastar com a transposição de água da represa Billings para o sistema Alto Tietê, considerada a principal obra para evitar o rodízio neste ano (O Estado de S. Paulo).

Fonte: VEJA SÃO PAULO