Cidade

Ruas se transformam em áreas de lazer

Aos domingos e feriados, 883 ruas se transformam em território livre para as brincadeiras da criançada

Por: Fernando Cassaro - Atualizado em

Nos domingos de sol, a saudável agitação de crian-ças brincando contagia a pequena Rua Meteoro, no Brooklin. Nem sempre foi assim. Até dois anos atrás, só se ouvia o vaivém de carros, muitas vezes conduzidos por motoristas inexperientes que utilizavam a via para treinar. "E ainda dirigiam em alta velocidade", lembra, sem um pingo de saudade, a dona-de-casa Célia Varandas. Mãe de um menino de 12 anos, ela decidiu pisar no breque alheio. Mobilizou moradores de 26 das 29 casas vizinhas à sua e organizou um abaixo-assinado em que solicitava a transformação da rua em área de lazer. Conseguiu. Desde então, aos domingos e feriados, um cavalete bloqueia a passagem de automóveis das 8 às 17 horas. "Agora posso jogar bola sem medo", comemora o filho de Célia, Evandro.

Segundo a prefeitura, existem hoje 883 dessas áreas de lazer em São Paulo. Para transformar sua rua em mais uma delas, é preciso reunir a assinatura de 70% dos moradores. Depois, deve-se levar o documento à subprefeitura local. Uma equipe da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) analisará o impacto do fechamento da rua ao trânsito. "O processo demora, em média, quinze dias", afirma o secretário municipal de Esportes, Lazer e Recreação, Walter Feldman. Segundo ele, foram recebidas cerca de 400 solicitações desse tipo desde 2005. Por volta de 10% receberam indeferimento. Eram pedidos envolvendo ruas que abrigam comércio de grande porte, como shoppings, por exemplo, ou instituições como hospitais. Se há a aprovação, a administração municipal fornece cavaletes para bloquear o acesso e, mais bacana, um kit com material esportivo. Há de bolas e traves de futebol a petecas. "Esses espaços deixam os pais muito mais tranqüilos", afirma o economista Fernando Lagos Ferreira, morador de uma rua paralela à Meteoro. "Nossos filhos deram um tempo no videogame e, como a gente fazia, brincam na porta de casa."

Como criar uma área de lazer

• Reúna a assinatura de pelo menos 70% dos moradores do endereço. Quanto mais adesões, melhor

• Entregue o abaixo-assinado à subprefeitura responsável por seu bairro. A CET analisará o pedido – se houver um hospital na rua, por exemplo, nada feito

• O processo demora, em média, quinze dias

Fonte: Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Recreação

Fonte: VEJA SÃO PAULO