Consumo

Rua Galvão Bueno: produtos orientais

Reduto de imigrantes concentra mercearias, lojas de presentes e restaurantes

Por: Flávia Salvetti, Kiki Romero, Nana Caetano e Paula Ungar. Colaborou Luciana Dleizer - Atualizado em

Quando os japoneses começaram a chegar a São Paulo, no início do século XX, a Liberdade era uma região conhecida por suas pensões e repúblicas de estudantes. Quase 100 anos e muitos imigrantes depois (não só japoneses como também chineses e coreanos), ela se tornou um centro do comércio de produtos orientais, localizado sobretudo na Rua Galvão Bueno – o nome não é homenagem ao locutor da Rede Globo, mas ao advogado e professor de filosofia Carlos Mariano Galvão Bueno (1834-1883). São mercearias, lojas de presentes e inúmeros boxes de quinquilharias. Os preços variam muito. Por um manekineko, o gatinho da sorte, paga-se desde 1 real até mais de 100, dependendo do material de que é feito e do tamanho. Aos domingos, uma feirinha na Praça da Liberdade reúne barracas de comidas típicas (são deliciosos os takoyakis, bolinhos cremosos de polvo) e artesanato. As casas da Galvão Bueno permanecem abertas durante todo o dia.

Gatinho da sorte manekineko de gesso, R$ 12,80 cada um. Loja Oscar, Rua Galvão Bueno, 138, Liberdade, Tel. 3208-1591.

Chaleiras de ferro, R$ 190,00 a grande e R$ 89,00 a pequena. Hime-Ya, Rua Galvão Bueno, 54, Liberdade, Tel. 3341-4678.

Conjunto para sashimi, R$ 83,00. Kioto, Rua Galvão Bueno, 51, Liberdade, Tel. 3208-5908.

Estatueta de cerâmica de Fukurokuju, o deus japonês da sabedoria, R$ 115,00. Minikimono, Rua Galvão Bueno, 22, Liberdade, Tel. 3208-0322.

Panela para sukiyaki (cozido japonês de carne e legumes), R$ 120,00. Casa Bueno, Rua Galvão Bueno, 48, Liberdade, Tel. 3277-8901.

Panela de arroz elétrica, R$ 259,00. Pomona, Rua Galvão Bueno, 174, Liberdade, Tel. 3207-7268.

Açucareiro (R$ 18,00) e bule (R$ 45,00) de porcelana. Meg Presentes, Rua Galvão Bueno, 288, Liberdade, Tel. 3209-9012.

Fonte: VEJA SÃO PAULO