Restaurantes

Rothko tem cardápio ilusionista

Com uma ponta de ousadia, casa apresenta receitas moderninhas onde nem tudo é o que parece

Por: Arnaldo Lorençato

Rothko - 2205
Hambúrguer: incrementado por queijo da Serra da Canastra (Foto: Mario Rodrigues)

Conhecido por ter aberto dois bares de sucesso na Barra Funda — os extintos Casa Belfiori e CB —, Diego Belda se propõe exercitar uma faceta mais gastronômica no Rothko, na Vila Madalena. Com uma ponta de ousadia, ele apresenta receitas moderninhas usando ingredientes típicos da cozinha brasileira. 

Rothko - 2205
Vaca atolada com purê: opção de prato principal (Foto: Mario Rodrigues)

Em seu cardápio ilusionista, nem tudo é o que parece. Quando se pede um uramaki (R$ 13,00) para petiscar, em vez de um sushi, chega à mesa um apetitoso enrolado de couve recheado de barriga de porco. Se essa sugestão deu certo, outras pedidas revelaram-se desequilibradas. 

Rothko - 2205
Língua coberta por tomate: sugestão da casa (Foto: Mario Rodrigues)

Dos pratos principais, a lula recheada de porco na companhia de tentáculos fritos do molusco e torresmo já foi banida do menu. Não por acaso. Estava insípida e rija na visita realizada em 25 de janeiro. Interessante, o hambúrguer tem a adição de queijo mineiro da Serra da Canastra e bacon (R$ 28,00). Aparece coberto por uma tampa transparente de acrílico e envolto em fumaça disparada por uma pistola especial — o efeito é mais visual que saboroso. 

Rothko - 2205
Sashimi de melancia: escoltado por espuma de gengibre e creme de wassabi (Foto: Mario Rodrigues)

Os acertos são garantidos nas entradas. Semelhante a fatias cruas de atum, o refrescante sashimi de melancia comprimida a vácuo vem escoltado por espuma de gengibre e creme de wassabi (R$ 10,00). Prove ainda a língua bovina enfeitada com cubos de tomate (R$ 12,00) e a vaca atolada desfiada e disposta sobre creme de mandioca (R$ 13,00).

Rothko - 2205
Uramaki de couve: sushi ilusionista (Foto: Mario Rodrigues)

Embora sugestiva no nome, a pamonha brûlée (R$ 12,00), feita de milho fresco, mostrou-se um bolinho seco de fubá. Devido ao serviço desatento, essa sobremesa demorou meia hora para ser servida. Também foi difícil receber o café após a refeição. A carta de vinhos inclui o tinto francês Rasteau Le Petit Scarabée 2008 (R$ 49,00). Aos sábados, oferece brunch à la carte até as 17 horas.

COMIDA ✪✪ | AMBIENTE ✪✪✪ | SERVIÇO ✪

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO