Turismo

Roteiros trazem passeios pela cidade por novos ângulos

Circuito literário, gastronômico e até de portas estão entre os disponíveis na metrópole

Por: Cristiane Bomfim - Atualizado em

Robson Mendonça - Turismo - Roteiro Literário
Robson Mendonça: caminhadas literárias (Foto: Fernando Moraes)

O ex-morador de rua Robson Cesar Correia de Mendonça só estudou até o 2º ano do ensino fundamental e aprendeu a ler sozinho. Tomou gosto pela coisa. Na época em que dormia nas calçadas, porém, tinha muita dificuldade para pegar emprestadas obras das bibliotecas por não ter endereço fixo. Imaginando que outros sem-teto enfrentavam o mesmo problema, decidiu criar em junho de 2011 um serviço. Com a ajuda de doações, começou a circular pela cidade a bordo de uma bicicleta equipada com um baú carregado com um acervo de cerca de 150 livros. Estava inventada a “bicicloteca”, como batizou a empreitada, que possui hoje uma frota de outros oito veículos e cede os títulos sem custo algum aos interessados. Mais recentemente, Mendonça inaugurou uma espécie de braço turístico do serviço. Por volta das 9 horas do último sábado de cada mês, ele estaciona seu modelo elétrico na Praça da Sé. O marco zero da cidade é o ponto de encontro de um passeio literário gratuito que leva os interessados a endereços por onde circularam escritores como Álvares de Azevedo e Oswald de Andrade. Durante o trajeto, o grupo, formado por trinta pessoas, lê poemas como Quando Eu Morrer Quero Ficar, de Mário de Andrade. A caminhada de três horas termina em frente à biblioteca municipal que leva o nome de um dos pais do modernismo. “As pessoas ainda conhecem pouco São Paulo, e esta é a minha pequena contribuição”, diz Mendonça.

Trata-se de um entre os vários roteiros temáticos disponíveis hoje. Alguns são bem inusitados. Autor do livro Quando Começou em SP?, com 458 curiosidades sobre a capital, o guia turístico Laércio Cardoso de Carvalho está no ramo desde 1980 e já criou 24 passeios. Um deles propõe a visita a...portas. São quinze ao todo, escolhidas de acordo com a importância do prédio onde estão situadas ou com o material usado em sua fabricação. Como, por exemplo, a do Círculo Esotérico da Comunhão do Pensamento, na Rua Doutor Rodrigo Silva, no centro. “É uma peça lindíssima, de 1925”, conta.Carvalho forma grupos de vinte a trinta pessoas e cobra 50 reais por hora. Por semana, ele acompanha pelo menos seis “explorações” variadas pela metrópole.

Dolores Freixa - Gastronomia - Turismo - Roteiro
A guia Dolores Freixa, no restaurante Così: cozinhar e comer (Foto: Fernando Moraes)

Aberta em fevereiro de 2011, a agência RedCars Turismo tem uma lista de dez roteiros. O gastronômico, criado em abril, é o mais recente. “São Paulo é a capital brasileira do assunto, e procuramos explorar seu potencial na área”, afirma a guia Dolores Freixa. Ao pagar 269 reais (em grupos com no mínimo dez pessoas), o participante tem o direito de percorrer os corredores do Mercado Municipal, de preparar um prato na cozinha do restaurante Così, em Santa Cecília, e de terminar o dia degustando um café gourmet no Octavio Café, na Avenida Brigadeiro Faria Lima.

Já a Graffit Viagens e Turismo oferece 84 circuitos. Entre os mais requisitados está o que desbrava as catacumbas, como a da cripta da Catedral da Sé. Para 2013, a empresa prepara um passeio que visitará locais de crimes. Um dos pontos cogitados é a Rua Cuba, nos Jardins, palco do assassinato do advogado Jorge Toufic Bouchabki e de sua mulher, Maria Cecília, na véspera do Natal de 1988. “Estamos acertando os últimos detalhes”, diz o proprietário, Carlos Roberto Silvério. Outro passeio interessante é o Fashion, que passa por lojas e ateliês de estilistas de moda, como o de Ronaldo Fraga. Tem quatro horas de duração e cada excursão custa a partir de 200 reais por hora.

Laercio de Carvalho - Portas - Turismo - Roteiro
Laercio de Carvalho: visita a quinze portas, como a do Palácio da Justiça (Foto: Fernando Moraes)

CIRCUITO TEMÁTICO

Algumas das excursões oferecidas por aqui

- Catacumbas

Quem faz: Graffit Viagens e Turismo

Contato: ☎ 5549-9569 e www.graffit.com.br

Preço: de 45 a 55 reais por pessoa

 

- Fashion

Quem faz: Flavia Liz di Paolo

Contato: www.flavializ.com

Preço: a partir de 200 reais por hora

 

- Gastronômico

Quem faz: RedCars Turismo

Preço: 269 reais

 

 - Literário

Quem faz: Robson Cesar Correia de Mendonça

Preço: gratuito

 

- Portas

Quem faz: Laercio Cardoso de Carvalho

Contato: 99837-4063

Preço: 50 reais por hora

Fonte: VEJA SÃO PAULO