Roteiro

Sorveterias para experimentar deliciosos gelados

Davvero Gelato Tradizionale, Bacio di Latte e outros endereços que servem ótimos sorvetes em massa; confira também lojas em que os picolés são as estrelas

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

A quantidade de sorveterias espalhadas pela capital não deixa dúvidas: o paulistano adora um bom gelado. São dezenove endereços testados e aprovados pelos repórteres de VEJA SÃO PAULO, com ótimas opções em massa ou no palito.

Eleita a melhor sorveteria da cidade pela edição especial "Comer & Beber" 2015, a Davvero Gelato Tradizionale, no Itaim Bibi, aposta em versões cremosas ao estilo italiano. São uma delícia a suave opção de café branco e a de banana mais gianduia. 

Com treze unidades na cidade, a Bacio di Latte também prepara cremosos gelatos cremosos. Aos sábados e domingos ensolarados, a casquinha de pistache e figo é recompensada para quem encara as longas filas de espera, que costumam se formar na frente das lojas, principalmente na matriz, localizada na Oscar Freire.

Inaugurada em janeiro, a Praça Rochinha tem sorvetes de massa à moda antiga, mais compactas, vendidos no sistema self-service. Também fazem sucesso os picolés já conhecidos dos paulistanos que pegam praia no Litoral Norte. Entre numa fria (só que ao contrário) com o nosso roteiro completo de sorveterias:

 

1. Alaska

Tem um lugar especial na memória afetiva (e gustativa) de muitos pais e avós. Nesta casa aberta em 1910, o que prevalece é a tradição dos gelados simples com a massa mais compacta, nos mesmos moldes dos sorvetes vendidos nas casas do litoral. Distribuem-se por cubas metálicas opções como passas ao rum, nozes e damasco. No potinho ou na casquinha, custam R$ 12,00. Se o apetite for (muuuito) maior, encare a gigante cassata (R$ 105,00; 1,5 quilo), um bolo de sorvete crocante coberto por chantili e frutas em calda.

2. Bacio di Latte

Na matriz, que fica na Rua Oscar Freire, faça calor ou frio, sempre há um movimento intenso em busca dos cremosos gelatos. Entre os sabores de sucesso estão o que leva o nome da casa, feito com leite e creme de leite, e o de chocolate belga. À base de fruta, tem limão, goiaba e morango, entre outros. O potinho com até três sabores custa entre R$ 11,00 (pequeno) e R$ 13,00 (médio). Na casquinha, sai por R$ 11,00, com uma bola, e R$ 13,00, com duas. 

3. Ben & Jerry's

Não é novidade que paulistano adora enfrentar uma fila: a matriz desta rede americana não raro tem espera nos fins de semana. O salão de 318 metros quadrados, o maior da marca no mundo, conta com uma Kombi toda decorada nos fundos. Mas o que atrai os clientes são mesmo os sorvetes bem doces. As massas aparecem em sabores como cereja com chocolate, banana, chocolate e nozes. Um dos mais queridinhos faz uma releitura da cheesecake, doce tradicional dos Estados Unidos, com morango e farofa doce de biscoito. Qualquer um deles custa R$ 11,00 (uma bola), R$ 16,00 (duas bolas) ou R$ 21,00 (três bolas), no copinho ou na casquinha. 

Casa Elli
Casa Elli: ambiente charmoso, decorado com papel de parede estampado (Foto: Lucas Lima)

4. Casa Elli

De tão bonitos, os recipientes metálicos, que mantêm os sorvetes protegidos da luz e do calor, ajudam a compor a decoração do ambiente. A cada dia eles guardam vinte sabores, todos elaborados com ingredientes de qualidade e muitas vezes orgânicos. A massa frutti rossi mistura uva, ameixa e mirtilo e tem um gostinho que lembra açaí. É bastante refrescante, assim como os de melão, limão e abacaxi. O delicadamente amargo cioccolato fondente, feito sem leite e com chocolate belga 70% mais cacau em pó, chega a ser aveludado. A porção pequena, no potinho ou na casquinha, custa R$ 13,00. O cliente ainda pode optar por dois (R$ 16,00) ou três (R$ 19,00) sabores. 

+ Quinze sobremesas por até 15 reais

5. Cuordicrema

Tanto na matriz, do Itaim, quanto nas filiais, tampas de metal escondem os sorvetes dentro de recipientes chamados pozzetti. Protegidos da luz e do oxigênio, os gelados preservam a textura lisa e cremosa. Entre os sabores rotativos aparecem alguns que não levam leite, como manga, amora e limão feito também com a casca da fruta. Para experimentar as delícias no copinho pagam-se R$ 11,00 (pequeno), R$ 13,00 (médio) e R$ 15,00 (grande). Na casquinha, recheada com chocolate ao leite ou meio amargo, os preços ficam em R$ 13,00 (pequena) e R$ 15,00 (média). 

6. Davvero Gelato Tradizionale

Escolhida a melhor sorveteria da capital no último especial COMER & BEBER, a casa exibe uma carta de sabores com mais de sessenta opções rotativas. Prove a suave versão de café branco (feita com grãos orgânicos secos, não torrados) e a de banana mais gianduia, na qual predomina o sabor da fruta. Entre os mais tradicionais, o chocolate aparece ao leite, com 86% de cacau ou sem lactose. No copo pequeno, duas bolas custam R$ 11,00. A casquinha (R$ 13,00 uma bola e R$15,00 duas) leva um chocolate belga durinho nas laterais e derretido na ponta da massa crocante.

7. Dolci Magie

Entre os sorvetes que colorem as cubas são bons exemplos as versões de manjericão e de arroz-doce, além da imperdível combinação de ricota, pera e lascas de chocolate. Pistache e creme de baunilha são sabores mais comuns, que também fazem bonito. Qualquer que seja a escolha, pagam-se R$ 11,00 pelo copinho pequeno e R$ 15,00 pelo grande. Ainda falta motivo para visitar o endereço? Os cannoli ao estilo siciliano têm massa crocante e recheio levinho (R$ 7,00 o pequeno).

8. Freddo

A matriz, no bairro de Moema, funciona em uma ruazinha tranquila, capaz de fazer qualquer passeio ficar mais agradável. O número de sabores à base de doce de leite (sete, além do tradicional) não nega a origem da marca, nascida em Buenos Aires, na Argentina. Os melhores são os que levam coco e amêndoas. Bem cremosas, as versões musse de maracujá, doce de leite e chocolate, também valem a pena. São três tamanhos: pequeno (R$ 10,50), médio (R$ 13,90) e grande (R$ 19,90). 

Comer & Beber 2013 - sorvete - Frida & Mina
Frida & Mina: sorvetes feitos artesanalmente (Foto: Mario Rodrigues)

9. Frida & Mina

Fernanda Bastos e Thomas Zander fazem sorvetes com ingredientes orgânicos, obtidos de pequenos produtores, e o resultado é uma delícia. A textura da massa é um pouco mais compacta, capaz de fazer uma bola perfeita para ser colocada sobre a crocante casquinha produzida na casa. Na vitrine podem aparecer sabores como chocolate, baunilha e açúcar mascavo, além do crocante de macadâmia, queridinho do público que não raro forma fila no endereço. Uma bola custa R$ 8,00, duas saem por R$ 12,00 e três, R$ 16,00. Há também o pote de sorvete de 500 gramas por R$ 30,00. 

10. Gelateria Dri Dri

Com matriz em Londres, esta sorveteria utiliza ingredientes de qualidade para fazer os saborosos sorvetes. O de morango carrega todo o gosto da fruta fresca e o de maracujá é cheio de sementinhas e azedinho na medida certa. Uma bola custa R$ 12,00 e duas saem a R$ 14,00 na casquinha com toque de baunilha. Nos potinhos, os preços vão de R$ 10,00 (110 gramas) a R$ 15,00 (240 gramas).

11. Gelato Boutique

Das receitas da mestre-sorveteira Marcia Garbin, vale provar o marcante caffè-lime, gelado à base de grãos de café selecionados pela especialista Isabela Raposeiras, mais limão-taiti. Igualmente bem-sucedidos são os sabores de manga com maracujá e de vinho tinto com maçã e especiarias. Na hora do pedido, o cliente escolhe o pote pequeno (R$ 10,00), o médio (R$ 12,00) ou o grande (R$ 14,00).

12. Le Botteghe Di Leonardo

Servidos na casquinha (R$ 10,00 a pequena e R$ 14,00 a grande) ou no potinho (R$ 6,00 o míni e 14,00 o grande), os gelados ganham sabores interessantes, como o de banana com kiwi, com equilíbrio entre a fruta mais doce e a segunda, azedinha. Também vale pedir as versões de pistache e de framboesa ou as recém-chegadas de caqui e abacate. Para quem gosta de porções mais fartas, o chamado kit contemplação (R$ 16,00) reúne três sabores, numa espécie de degustação.

13. Marco Polo Gelateria & Caffè

Diariamente, 24 sabores ficam expostos na vitrine desta sorveteria instalada diante de uma praça bem sossegada. É possível eleger até três deles para preencher o potinho pequeno (R$ 10,00), médio (R$ 12,00) ou grande (R$ 15,00). Fiéis aos frutos, as versões de maracujá e de pistache estão entre as melhores.Mais cremosas, as opções doce de leite e marco polo (de café com baunilha e amêndoas) também fazem bonito.

Me Gusta - picolé de banana com Nutella
Me Gusta: banana com Nutella no palito (Foto: Divulgação/ Me Gusta)

14. Me Gusta Picolés Artesanais

Enquanto muitas paleterias fecharam as portas, a marca criada por Ravi Leite e Gabriel Fernandes sobreviveu.Uma seleção de sorvetes refrescantes como maracujá, limão-siciliano (R$ 10,00 cada um) e coco (R$ 12,00) chegam dentro da própria fruta. Os picolés grandalhões não saíram de cena e ainda continuam fazendo sucesso. A popular versão de morango recheada com leite condensado custa R$ 8,00. Pelo mesmo valor, tem a de milho verde embalada na própria palha e a de nozes com doce de leite.

15. Praça Rochinha

Com jeitão de litoral, esta loja aberta em janeiro dispõe de uma área ao ar livre ocupada por mesas e banquetas. Sobressaem as versões de massa à moda antiga, mais compactas, como coco branco, milho verde e cereja amarena, vendidos no sistema self-service (R$ 59,90 o quilo). Os picolés, hit entre os paulistanos que pegam praia no Litoral Norte, ficam em um freezer à parte. Entre os 27 sabores, sugestões clássicas, como tangerina e coco com abóbora (R$ 5,00 cada um), não têm erro.

+ Dez salgados por menos de 10 reais

16. Stuppendo

A varanda arborizada da loja de Moema colabora para deixar o programa mais agradável. Também contam pontos os sorvetes elaborados pelo chef e apresentador de televisão Edu Guedes, proprietário da marca. Preenchem diariamente as cubas quarenta sabores de sorvete, entre as mais de 800 variedades do catálogo. Das possibilidades, estão tangerina, pistache, pitaya, cajá, jabuticaba, framboesa e morango, apfelstrudel, além das dulcíssimas versões de bem-casado e de chocolate com doce de leite. Para preencher o pote pequeno pagam-se R$ 11,00, enquanto o grande sai a R$ 14,00.

17. Ultra Gelato

Este endereço especializado em pedidas preparadas na hora com nitrogênio líquido divide espaço com outra sorveteria, a Gelatte di Gàbi. São depositadas nos copinhos massas cremosas com ousadia de sabores. Há quatro sugestões por semana, que custam de R$ 11,00 a R$ 16,00 cada 120 gramas. Saem boas versões alcoólicas, como a de cerveja de trigo, limão-siciliano, fava de baunilha e pimenta-rosa (R$ 14,00). A criatividade está também nas opções zoião, de ovos moles e marshmallow (R$ 11,00), e na banoffee, de biscoito, banana, sorvete de doce de leite e chantili (R$ 13,00).

18. Vipiteno Gelato & Caffè

O colorido da decoração, criada pelo designer Morandini, também aparece nos sorvetes guardados em recipientes de alumínio. Atraem os olhares, por exemplo, um de tom rosado, de iogurte com frutas vermelhas, e o amarelão do sabor maracujá. Mas são os de cores suaves que mais agradam. A versão de pistache, por exemplo, é ótima, assim como a de kiwi, que, refrescante, cai bem em dias mais quentes. O potinho com duas bolas sai a R$ 12,00 (120 gramas) e o maior, com três, a R$ 16,00 (180 gramas). 

Fonte: VEJA SÃO PAULO