Roteiro

Para pais que planejam um passeio

Confira três atrações para fazer num fim de semana com a família

Por: Camila Taira - Atualizado em

Maria-Fumaça - Roteiro sem tédio para pais e filhos
Viagem ao passado: diversão para toda a família numa locomotiva de 1922 (Foto: Divulgação)

Que tal visitar uma réplica de um palácio japonês dentro do Parque do Ibirapuera ou andar em uma maria-fumaça legítima? A Pinacoteca também é uma boa opção.

Pavilhão Japonês no Parque do Ibirapuera – A arquitetura da residência inspirada no Palácio Katsura, no Japão, inclui as mesmas técnicas usadas nos lares dos samurais e da aristocracia japonesa do século XVII. Num lago de água cristalina, nadam atualmente 180 carpas de cores vermelha e laranja exuberantes. Por R$ 1, é possível dar ração para os peixes.

+ O melhor da semana para as crianças

+ Maneiras diferentes de organizar uma festa de aniversário para os pequenos

+ Cinco melhores peças infantis em cartaz na cidade

Pinacoteca – Espaço de grandes exposições como a retrospectiva do suíço Alberto Giacometti, a Pinacoteca é uma boa dica de passeio para pais e filhos pequenos. As crianças costumam ser atraídas pela colorida escultura Fonte das Nanás, criada pela francesa Niki de Saint-Phalle. Para quem tem filhos que não largaram a fralda, uma observação importante: tanto os banheiros femininos como os masculinos da Pinacoteca são equipados com fraldários.

Maria-Fumaça Mooca-Brás – Movida a vapor, uma locomotiva original de 1922 percorre, todos os sábados e domingos, um percurso de três quilômetros que dura aproximadamente 25 minutos. A estação fica na Mooca, na mesma rua do Museu da Imigração. A viagem começa depois que um monitor, vestido de chefe de trem, picota o bilhete dos passageiros, como se fazia no passado. Andando a 30 km/h, a maria-fumaça passa por uma vila ferroviária do século passado e também por antigos trens da SP Railway, companhia ferroviária que ligava a capital ao litoral e que, a partir de 1946, virou Estrada de Ferro Santos a Jundiaí. Da janela do trem, o visitante pode conhecer, por exemplo, a história da Velha Senhora, uma locomotiva de 1928 que fazia viagens de longo percurso e atingia 100 km/h. Depois do passeio, é possível tirar fotos com roupas de época, ao preço mínimo de R$ 15,00 por pessoa. Recomendado a partir de 3 anos.

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO