Especial prato do dia

Quinta-feira é dedicada ao macarrão. Veja dez lugares para provar prato

Tradição da macarronada é mantida pelos descendentes do imigrantes da Itália e ganhou data certa na semana para ser servida em São Paulo

Por: Daniel Ottaiano - Atualizado em

Pasquale
Ravióli de queijo de cabra ao pesto de hortelã e nozes, do Pasquale (Foto: Mario Rodrigues)

Na Itália, todo dia pode ser dia de macarrão, mas, em São Paulo, a data obrigatória da massa, além do domingo, é quinta-feira. A influência vem dos imigrantes do país da bota que estabeleceram nova morada na cidade, segundo a pesquisadora Rosa Belluzzo, autora do livro ‘São Paulo: Memória e Sabor.'

+ Leia mais: cinquenta opções para comer bem de segunda a sexta

Confira abaixo dez casas italianas que servem boas pastas:

Aldina Entre os principais acertos no cardápio estão as massas frescas de produção própria. Boa pedida é o pappardelle ao ragu de ossobuco (25 reais).

Apriori O restaurante italiano oferece pastas como a meia-lua de pato com creme de gorgonzola e mel ao aroma de laranja (46 reais) e o linguine aos frutos do mar, com camarões, polvo, lula e molho de tomate (72 reais).

Due Cuochi Cucina Da cozinha comandada pelo chef Paulo Barroso de Barros sai o ravioloni de gema de ovo caipira na manteiga e sálvia com azeite de trufas (23,50).

Lellis Trattoria Principal atração do menu, o macarrão vem em diversas versões para o cliente escolher o molho. Boa opção é o ravioloni à macalu (112 reais). Para duas pessoas, é recheado de marisco, camarão e lula. O molho pode ser de tomate, alho, salsinha, orégano, manteiga e camarão.

Pasquale A cantina de Pinheiros oferece às terças e quintas uma sugestão de macarrão fresco. É o ravióli de queijo de cabra ao pesto de hortelã e nozes (37 reais).

Pasta & Vino No restaurante da Rua Barão de Capanema, uma boa pedida é o canelone à etrusca (40 reais), com recheio de espinafre e carne e molho de tomate (para duas pessoas).

Picchi As massas servidas na casa podem vir como entrada ou prato principal, como no caso do ravióli de coelho banhado em molho da própria carne assada e ervas (42 e 61 reais, respectivamente).

Serafina O novo restaurante da cidade faz parte de uma rede americana de casas italianas. O trio de massas frescas tris di Sofia (42 reais) leva nhoque ao pesto, ravióli de espinafre com ricota em manteiga e sálvia, e paglia e fieno (na forma de talharim, com molho vermelho).

Tre Bicchieri A casa de um trio de ex-funcionários do Fasano aposta nas receitas da região italiana da Toscana. A massa fresca pici chega acompanhada de vôngole, minilula e pimenta dedo-de-moça ao vinho branco (46 reais).

Vinheria Percussi O restaurante italiano de Pinheiros oferece no cardápio o raviolini ao cogumelo portobello, com berinjela, queijo de cabra e nirá (51 reais).

Fonte: VEJA SÃO PAULO