Calor

Roteiro para ajudar os paulistanos a suportar os dias quentes

Termômetros da capital devem atingir a marca dos 35ºC, segundo o Inmet

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Venga!
Bares e drinques gelados são uma boa pedida para um dia quente (Foto: Fernando Moraes)

Esta sexta-feira (16) promete ter temperatustas na casa dos 35ºC, o que torna impertaivo encontrar soluções para amenizar os sintomas do calor execessivo.

Para ajudar o paulistano a se refrescar, VEJA SÃO PAULO elaborou uma lista de programas recomendados em dias quentes. Entre bares, restaurantes, piscinas e parques há diversas opções. Para ufgir do óbvio, só não há sorveterias nessa relação. Confira:

+ Teste do termômetro: medimos a temperatura em quarenta lugares da cidade

Refrescar-se com estilo bebericando drinques nos bares do Jockey

Faz parte do resgate aos tempos de ouro do Jockey Clube de São Paulo. Com cardápios atraentes e um público jovem, o Cânter Bar e a Mercearia São Roque  caíram no gosto dos paulistanos. Na Mercearia, a happy hour de segunda a sexta, até 0h, oferece chopes das marcas Heineken e Amstel (8,90 reais cada um).

Tomar cervejas refrescantes

Nos bares da cidade, procure por rótulos do estilo witbier, com teor alcóolico médio entre 4,5% e 5,5%. Essas bebidas costumam ter toques de laranja e coentro na fórmula, por isso são ainda mais refrescantes. São exemplos a paulista artesanal Júpiter Tânger (19 reais a garrafa de 330 mililitros no Melograno), com casca de tangerina na receita.

Cervejaria Schornstein
Cervejas especiais: geladas e com qualidade (Foto: Divulgação)

Escolher vinhos brancos e rosés

Refrescar a rotina com vinhos brancos e rosés, reconhecidos pela leveza e frescor, também ajuda a suportar o calor. Esses rótulos permitem uma temperatura de serviço mais baixa que os tintos, por volta de 16 graus. No Bardega, nos Jardins, é possível provar dezenas de rótulos em taça.

+ As dicas para manter a elegância acima dos 35 graus

Bares e restaurantes ao ar livre

Não deixe, contudo, de subir até a cobertura do Alto da Harmonia, o espaço mais disputado do lugar. Toda ao ar livre e à meia-luz, ela oferece cinco mesas redondas, para grupos, e outras menores, para casais. Já na Cervejaria Ô Fiô, o agradável jardim de entrada, lotado de plantas, recebeu algumas mesinhas, guarda-sóis, um deque de madeira e virou um ótimo espaço ao ar livre para bebericar.

Alto da Harmonia
O espaço no topo do imóvel de três andares do Alto da Harmonia: ideal para as noites quentes (Foto: Fernando Moraes)

No A Figueira Rubaiyat, no Jardim Paulista, os lugares mais disputados se espalham sob a árvore que empresta seu nome à casa. Já o Pé de Manga, na Vila Madalena, tem mesas espalhadas sob três enormes mangueiras. Outros endereços como Kaá e Arturito, ambos com tetos retráteis em seus ambientes, são opções ideais para o calor. Enquanto isso, a Saladerie, casa no Itaim Bibi, elegeu as saladas como principal item.

O Skye oferece uma das melhores vistas do “skyline” paulistano. No alto do elegante Hotel Unique, tem mesas espalhadas por um deque de madeira de 27 metros de extensão, que margeia a piscina do hotel. Outros dois pontos altos são o Terraço Itália e o The View, com um elevador privativo que conduz até o salão de paredes envidraçadas, de onde é possível admirar uma bela vista panorâmica da cidade.

28 - Hotel Unique - Skye Restaurant & Bar (Rooftop)
Skye Bar, do Hotel Unique (Foto: Divulgação)

Outra opção é sentar-se à beira do chafariz enquanto espera por uma mesa no concorrido Spot, no Jardim Paulista. Se preferir um ar condicionado bem forte, considere almoçar ou jantar dentro de um shopping. Pode ser boa alternativa o Tre, no JK Iguatemi.

+ Um guia de sobrevivência com dicas sobre como enfrentar o calor

Piscinas públicas

São mais de vinte espalhadas pela cidade. Algumas delas só podem ser utilizadas por atletas profissionais, como é o caso da localizada no Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa da Vila Mariana, mas a maioria é aberta para o público. Para utilizá-las, o usuário deve comparecer aos clubes ou mini-balneários em que estão localizadas munido de documento com foto e comprovante de endereço. O serviço é gratuito. Para conferir a lista completa de endereços, clique aqui.

bar-piscina-day-use-hyatt
Day Spa no Grand Hyatt (Foto: Divulgação)

No Grand Hyatt, o serviço está associado ao day spa do Amanary Spa, localizado dentro do endereço. Ao comprar um pacote de tratamentos, o hóspede pode relaxar em outras partes do hotel. O mais simples, com duração de 1h40, consiste em escalda-pés, reflexologia e massagem. Quando terminar, o cliente possui acesso à sauna seca, academia e piscinas climatizadas, além dos três restaurantes do local. As piscinas ficam abertas de segunda a domingo, entre 10h e 22h. Custa a partir de 304 reais.

+ Fuja do calor caindo nas piscinas dos hotéis

Fazer tratamentos refrescantes em spas

A pele costuma ficar mais ressecada e feia no verão, por isso, além de se refrescar, cuidar da aparência em tratamentos estéticos dos spas é também cuidar da saúde. No Olímpía Spa, por exemplo, há o ofurô verão (com temperatura reduzida, óleos para dar sensação de frescor e chá gelado servido aos usuários). Sai por 178 reais para o casal (trinta minutos). Existem também terapias com esfoliantes de hortelã, que dão a sensação de frescor, massagem com óleos mais refrescantes e outros.

Andar de bicicleta na ciclofaixa e aproveitar suas atrações

Se existem dois programas paulistanos que combinam com o verão são as ciclofaixas e tudo o que elas oferecem de mais refrescante em seus mais de 300 quilômetros de extensão: diversas opções de parques, casas de sucos, bares, restaurantes, day uses em hotéis de luxo, museus e cinemas com ar condicionado potente.

Ciclovia Avenida Paulista
A Ciclovia na Avenida Paulista é uma das mais extensas da cidade (Foto: Vinícius Tamamoto)

Provar café gelado

Algumas cafeterias da cidade aprontam suas novidades para os clientes que não dispensam a bebida, mas também não querem sofrer com o calor. A CAU Chocolates, entre outras opções para o verão, oferece uma versão fresca do tradicional cappuccino. Uma dose de café e Nutella são misturados a chocolate gelado. Acompanha creme de leite e raspas de chocolate. Sai por 12,50 reais.

+ Médicos tiram dúvidas sobre os principais riscos de períodos de calor

Ir a cinemas com ar condicionado potente

Quem freqüenta as salas do CineSesc e do Reserva Cultural sabe que, tão importante quanto chegar cedo para não pegar filas é sair de casa com um casaquinho. Localizadas em pontos movimentados da cidade – a Rua Augusta e a Avenida Paulista, respectivamente -, podem servir de refúgio em tardes calorentas. Melhor ainda: exibem filmes que, em boa parte dos casos, passam longe das obviedades das telas de shopping centers. Por duas horas, que tal se desligar do verão refrescar-se em outras praias cinematográficas?

Reserva Cultural
Reserva Cultural: cinema de rua fica em plena Avenida Paulista e tem programação alternativa (Foto: Divulgação)

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO