Especial Bairros

Roteiro: programas imperdíveis em Perdizes

Onde comer, beber e passear no bairro

Por: Fábio Galib, Larissa Faria e Saulo Yassuda - Atualizado em

Veridiana
Ambiente da pizzaria Veridiana (Foto: Divulgação)

Da mais recente pizzaria Veridiana às apresentações grátis dos Trovadores Urbanos, confira atrações imperdíveis do pedaço.

+ Bons endereços para tomar chás e infusões em São Paulo

PIZZA CAÇULA

Foi numa véspera de Carnaval, há dois anos, que a Veridiana abriu sua terceira unidade. O charmoso lugar escolhido — um casarão de 700 metros quadrados — teve de passar por três anos de reformas até atingir o padrão de ambiente da matriz em Higienópolis e da loja nos Jardins. Deu certo. Entre as coberturas na massa média, chama a atenção a parigi (R$ 77,00), composta de mix de cogumelos shimeji, shiitake e paris mais azeitona verde e parmesão. 

Tiquim
Penne frito com lemmon pepper (R$ 9,00) do Tiquim (Foto: Ricardo D'angelo)

GULA BOÊMIA

O boteco Tiquim, de Fernanda Huerta e Bianca Battesini, tem petiscos que despertam a gula. Comece a comer o trivial penne frito com lemmon pepper (R$ 9,00) ou o bolovo na massa de carne de panela e batata (R$ 8,00) e tente parar. Para deixar a tarefa ainda mais difícil (e prazerosa), peça a caipirinha de limão-cravo e uva (R$ 19,50, com cachaça paraibana Volúpia). Às quintas, no almoço de jeitão caseiro, sai uma macarronada caprichada com almôndegas (R$ 19,00).

CLIMA DE LITORAL

Sabe aqueles típicos botecos praianos, nos quais a clientela fica na calçada jogando conversa fora? Assim é O Catarina. O pescador Renato Silvy Andrade, cujo apelido batiza o bar, serve cerveja de garrafa e pastéis de siri (R$ 30,00, seis unidades) saborosos e crocantes, de pedir bis.

PADOCA DE RAÍZ

Aberta 35 anos atrás, a La Plaza é um clássico do bairro. Uma reforma recente pôs fm à varanda. Por outro lado, seu salão ganhou mais espaço para quem busca um pão na chapa (R$ 6,00) junto de um pingado (R$ 6,90). Para levar, fazem sucesso as roscas doces e o pão francês (R$ 14,90 o quilo) fresquinho, é claro.

Bebo Sim
Ambiente do Bebo Sim (Foto: Fernando Moraes)

PARECE A VILA

De nome sugestivo, o Bebo Sim guarda a bossa da Vila Madalena das antigas. Por lá, faz sucesso o tabuleiro de acarajé montado na calçada nas noites de terça e quinta e também nas tardes de sábado. Completo, o bolinho com camarão custa só R$ 12,00 e é ótimo.

+ Churrasco: um guia com os vinte melhores endereços da capital

PEDALADA ENTRE AS ÁRVORES

ciclovia avenida Sumaré
Ciclovia da Avenida Sumaré (Foto: Carlos Crow)

Bem sinalizada e com quase 3 quilômetros de extensão, a Ciclovia da Avenida Sumaré, fixa no canteiro central entre as pistas, é uma opção de esporte e lazer para os moradores da região. Quem gosta de fazer atividades ao ar livre também pode aproveitar os domingos, das 8h às 16h, quando quatro quarteirões da Avenida Paulo VI, no sentido bairro-centro, ficam fechados para carros.

GARIMPO CERTO

Prepare o fôlego para as compras no brechó Capricho à Toa. Entre roupas, sapatos, itens de decoração, bolsas e acessórios são 30 000 peças em exposição, divididas em catorze salas. Há desde marcas de fast fashion, como H&M e Forever 21, até grifes, a exemplo de Burberry e Chanel. A sandália Melissa Flox sai por R$ 50,00 e uma bota da Schutz, na faixa de R$ 129,00.

Santhana, Maída, Valéria e Novaes, do conjunto Trovadores Urbanos
Santhana, Maída, Valéria e Novaes, do conjunto Trovadores Urbanos (Foto: Luiz Fernando Maciano)

À MODA ANTIGA

O grupo paulistano Trovadores Urbanos tem mais de 25 anos de estrada. Na sua sede, instalada no bairro, eles misturam teatro, música e poesia à moda antiga. Por lá, oferecem todas as sextas, das 20h às 21h30, apresentações gratuitas. Assim como nas serenatas e performances para festas encomendadas ao elenco, os atores/cantores mantêm o clima romântico com fgurinos inspirados nas tendências de moda da década de 20.

+ 6 dicas para o churrasco perfeito pelo chef Alex Atala

NA PLATEIA

Morar no mesmo bairro do Tuca e do Tucarena, instalados junto da PUC-SP, é um incentivo para agitar a agenda cultural. No segundo espaço, reformado em 2002, a estrutura não é de palco italiano, aquele no qual o público se mantém de frente para a ribalta. Em formato circular, a sala recebe até domingo (26) a peça quatro-estrelas Um Bonde Chamado Desejo, de Tennessee Williams, com a atriz Maria Luisa Mendonça na pele de Blanche Dubois.

Fonte: VEJA SÃO PAULO