Religião

Rota da fé por Barueri e Santana de Parnaíba

Com forte tradição religiosa, os municípios da Grande São Paulo atraem fiéis, curiosos e festeiros

Por: Catarina Arimatéia - Atualizado em

 Igreja Matriz Sant’An
Igreja Matriz Sant’Ana: por dentro, piso de canela-preta, madeira ameaçada de extinção (Foto: Roberto Andrade)
HISTÓRIA E ARQUITETURA Igreja Matriz Sant’Ana. Integrante do patrimônio histórico do estado, a imponente Igreja Matriz acompanha a história de Santana de Parnaíba. A primeira capela dedicada à santa padroeira foi inaugurada em 1580 pelo capitão André Fernandes, bisneto do cacique Tibiriçá, o primeiro índio convertido pelos jesuítas. A construção atual, erguida em 1892 já com o status de matriz, é de taipa de pilão com piso de canela-preta, madeira ameaçada de extinção. Largo Matriz, Santana de Parnaíba, tel.: 4154-2401. Aberta das 8h às 12h e das 13h às 17h. Missas: 19h (sáb.) e 18h30 (dom.). + Tudo sobre Alphaville Monumento a Frei Agostinho de Jesus. O monge-escultor, carioca de nascimento e paulista por adoção, viveu no mosteiro beneditino de Santana de Parnaíba entre 1645 e 1651. Foi um dos precursores da arte barroca colonial, a quem se atribui a criação da imagem de Nossa Senhora Aparecida encontrada por pescadores em 12 de outubro de 1717, em Guaratinguetá, episódio que deu origem à devoção nacional pela santa. Morreu em São Paulo, em 1661. O monumento foi inaugurado em 2001. Largo São Bento, Santana de Parnaíba.   Capela e imagem de Nossa Senhora da Escada. A capela foi reconstruída com alvenaria no fim do século XIX, mas guarda resquícios do alicerce de uma das paredes da antiga sede, feita de taipa de pilão. O tesouro está dentro da capela: uma imagem barroca de Nossa Senhora da Escada, tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Praça Nossa Senhora da Escada, Aldeia, Barueri.   Museu da Bíblia. Único do gênero no país, abriga cerca de 3.000 títulos publicados em mais de 200 idiomas. Entre as raridades estão a Bíblia Vulgata, de 1600, e a primeira lançada em português em volume único, de 1819. Há também uma coleção de obras em miniatura. Em reforma, reabrirá em agosto. Avenida Pastor Sebastião Davino dos Reis, 672, Vila Porto Barueri, tel.: 4168-6225.   EVENTOS E FESTAS Divulgação
Corpus Christi - Santana de Parnaíba
Corpus Christi: tapetes decorados pelas ruas de Santana de Parnaíba (Foto: Divulgação)
Corpus Christi: tapetes decorados pelas ruas de Santana de Parnaíba Corpus Christi. Tapetes decorados enfeitam as ruas de Santana de Parnaíba e de Barueri no dia de Corpus Christi. Em Alphaville, pelo lado de Barueri, o tapete, produzido com mais de 200.000 fuxicos, tem início na rampa da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes. Santana de Parnaíba utiliza serragem, pó de café e cascas de ovo (foto) para desenhar as figuras religiosas que decoram o centro histórico. Dia 23 de junho (em 2011). Drama da Paixão. A encenação de textos bíblicos e da vida de Jesus Cristo, que começa na Sexta-Feira Santa e termina no Sábado de Aleluia, transforma as margens do Rio Tietê, na altura da barragem Edgard de Souza, em um imenso teatro ao ar livre. A montagem conta com a participação de 120 atores e centenas de figurantes — em 2010, foram 800. Dia 22 de abril, acesso pelo km 40 da Estrada dos Romeiros. Grátis. Informações: tel.: 4154-1874. Festa do Cururuquara. Foi criada em 1888, em Santana de Parnaíba, para celebrar a abolição da escravatura e homenagear São Benedito. A programação inclui procissões e apresentações de grupos folclóricos. Já está em sua 124ª edição. Dia 13 de maio, Cururuquara, km 40,5 da Rodovia Castelo Branco, sentido São Paulo. Informações: tel.: 4154-1874. Festa da Padroeira de Santana de Parnaíba. Com missa, procissão, quermesse, além de eventos artísticos e culturais, homenageia Santa Ana. Dia 26 de julho. Igreja Matriz, centro histórico.

Fonte: VEJA SÃO PAULO