Roteiro

O melhor da culinária mineira na cidade, uai

Saiba onde provar especialidades regionais como leitão à pururuca, torresmo, feijão-tropeiro e mais delícias típicas de Minas Gerais sem sair de São Paulo

Por: Redação VEJA SÃO PAULO - Atualizado em

Torresmo, feijão-tropeiro, tutu, mandioca, couve, leitão à pururuca. A culinária típica de Minas Gerais marca presença no cardápio de restaurantes da capital paulista. São endereços de jeitão rústico.

Confira  abaixo onde saborear o melhor da comida mineira na cidade:

Consulado Mineiro: a unidade do Jardim Paulista é a mais recente e menos lotada da rede. Dos pratos para dois, escolha entre o feijão-tropeiro trazido à mesa com lombo rosado e macio, couve puxada no alho, arroz e torresmo (R$ 89,00) e o zona da mata (R$ 95,00), uma combinação de carne de sol desfiada na manteiga, tutu, arroz, couve e mandioca frita.

Leitão à Pururuca, do Consulado Mineiro
Leitão à Pururuca, do Consulado Mineiro: fartura à mesa (Foto: Fernando Moraes)

Dona Lucinha: nascido na cidade mineira do Serro, o Dona Lucinha chegou a São Paulo duas décadas atrás. O bufê de almoço (R$ 49,00 de terça a sexta; R$ 62,90 sábados, domingos e feriados), inclui vaca atolada (costela bovina cozida com mandioca), frango com quiabo e canjiquinha (milho cozido com costelinha de porco), entre outras opções.                                        

Garimpos do Interior: No cardápio, predominam receitas caipiras de São Paulo e de Minas Gerais. Encantam em especial os pratos de carne suína, caso do feijão-tropeiro coroado por um par de bistecas (R$ 82,00 para dois). O leitão na lata (R$ 45,00 para um) compõe-se de cubos de carne mais farofa, arroz, feijão-preto e couve.

Garimpos do Interior
Leitão na lata: uma das poucas sugestões individuais do Garimpos do Interior (Foto: Mario Rodrigues)

Graça Mineira: o cardápio concentra pratos tradicionais da cozinha de Minas Gerais. Para petiscar, solicite os pastéis de carne de sol e de queijo (R$ 21,90). Dos pratos principais, fazem sucesso o leitão à pururuca guarnecido de feijão-tropeiro, torresmo, mandioca, couve e arroz (R$ 102,90, para três) e o frango mineiro (ensopado com quiabo mais angu, couve e arroz; R$ 84,90).

O Caipira: suas especialidades mineiras e paulistas expostas em bufê não são exatamente leves. Custa R$ 49,90 de segunda a sexta. Aos sábados, domingos e feriados já inclui sobremesas, por R$ 68,00.

Tempero das Gerais: reproduz a culinária típica mineira em porções grandiosas, para duas pessoas. Como as demais sugestões do cardápio, o tutu (R$ 72,90) chega acompanhado de lombo, torresmo, couve e arroz. Antes, vale encarar a porção mista (R$ 47,90) de mandioca, polenta, costelinha, torresmo, linguiça e bolinhos de arroz e mandioca com queijo.

Xopotó: a culinária mineira domina o cardápio, das entradas às sobremesas. Boa opção para abrir o apetite, a porção mix (R$ 43,10) reúne bolinhos de arroz e de mandioca com queijo branco, polenta frita e torresmo. Na seleção de pratos principais, o arroz de pequi tem como complementos o lombo suíno, o tutu e a couve. Em quantidade para duas pessoas sai por R$ 78,90.

Fonte: VEJA SÃO PAULO