Restaurantes

Rosa Maria faz boas receitas caseiras para partilhar

Entre as opções está a paleta suína marinada em pimentas rosa, branca, do reino e da Jamaica

Por: Helena Galante - Atualizado em

Rosa Maria - 2197
Paleta suína acompanhada de farofa (R$ 58,00): serve duas pessoas (Foto: Fernando Moraes)

Lançado na década de 30, o livro “A Arte de Comer Bem” trazia dicas de etiqueta e explicações sobre como montar refeições para grupos. Assinado por Rosa Maria — um pseudônimo da carioca Marieta Leonardos —, tornou-se sucesso de vendas. Passando de geração a geração, a obra chegou à cozinha de Luigi Marnoto e dos irmãos Bernardo Singule e Rodrigo Bueno. Ao lado de mais dois sócios, o trio decidiu homenagear a autora no nome de seu primeiro restaurante, inaugurado em setembro. O Rosa Maria ocupa um sobrado na Vila Madalena e aposta em receitas caseiras, preparadas por Marnoto e suficientes para duas pessoas.

Tenra e untuosa na medida, a paleta suína marinada em pimentas rosa, branca, do reino e da jamaica chega à mesa com farofa de banana, ovo e cebola (R$ 58,00). Embora agrade, o arroz de pato e linguiça portuguesa (R$ 72,00) poderia estar mais úmido. Das entradas oferecidas em porções individuais, prove o polvo frio temperado por cebola, alho, ervas e uma mistura de páprica doce e picante (R$ 28,00). As sobremesas, a exemplo da torta de chocolate e banana (R$ 19,00), não chegam a empolgar. A enxuta carta de vinhos inclui o italiano Scinthilì Nero d’Avola 2008

(R$ 59,00), da vinícola Morgante. Na sexta (24) baixa as portas após o almoço, e reabre no domingo (26). Fecha no dia 31 e só volta a funcionar em 11 de janeiro.

COMIDA ✪✪✪ | AMBIENTE ✪✪✪ | SERVIÇO ✪✪

Fonte: VEJA SÃO PAULO