Cidade

Internautas marcam rolezinho-protesto contra o JK Iguatemi

Com medo de confusão, shopping proibiu a entrada de menores desacompanhados no último sábado (11)

Por: Juliana Deodoro - Atualizado em

Shopping JK Iguatemi
Internautas acusam o Shopping JK Iguatemi de atitudes racistas (Foto: Mario Rodrigues)

Pelo menos três rolezinhos estão marcados para o próximo sábado (18) no Shopping JK Iguatemi em protesto contra a decisão do estabelecimento em proibir a realização no último sábado de um evento marcado pelas redes sociais - que não aconteceu. Um dos mais luxuosos centros de compras da capital conseguiu uma liminar na Justiça para evitar o encontro de jovens chamado "Rolezaum no Shoppim".

+ Com medo de rolezinho, JK Iguatemi barra entrada até de funcionários 

A atitude teve repercussão nas redes sociais. "Criminalizado como um dia fora a capoeira, o futebol, o samba, a MPB e o RAP, o funk moderno é tão contraditório em seu conteúdo quanto o é resistência em sua forma e estética", diz a descrição do evento.

Shopping JK Iguatemi rolezinho liminar
Shopping JK Iguatemi: bilhete informa retaliação em caso de tumulto (Foto: Juliene Moretti)

As mais de 2 000 pessoas confirmadas prometem se reunir no Parque do Povo e fazer piquenique com pão e mortadela. Um baile funk também está entre as opções, além do passeio dentro do estabelecimento. Procurado, o shopping ainda não se manifestou sobre o assunto.

Rolezinhos

O rolezinho começou em dezembro do ano passado com um encontro de 6 000 adolescentes no Shopping Metrô Itaquera, na Zona Leste, que assustou frequentadores e lojistas. No último fim de semana, cerca de 500 jovens estiveram novamente no local e houve tumulto. Chamada para conter os participantes, a Polícia Militar usou bombas de gás e balas de borracha. Duas pessoas foram detidas.

Fonte: VEJA SÃO PAULO