eleição

Roberto Carlos processa Tiririca por paródia no horário político

Candidato à reeleição, deputado usou a canção O Portão em seu programa gratuito

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

O deputado federalTiririca durante sessão para eleger o novo presidente da Câmar
Deputado Federal mais votado em 2010, o palhaço Tiririca quer se reeleger (Foto: Divulgação)

Depois de afirmar que ainda não sabe para que serve um deputado federal, Francisco Everardo Oliveira Silva, o palhaço Tiririca (PR), que pleiteia a reeleição para o cargo, também demonstra desconhecer a lei de direitos autorais.

"Sou o candidato mais ficha limpa do Brasil", diz Paulo Maluf

Na terça-feira (23), a EMI/Sony entrou com uma ação contra o candidato, que voltou a usar a paródia da música O Portão, de Roberto Carlos, em sua propaganda. Ele já havia sido notificado no começo do mês pelo uso indevido da canção. A empresa, que detém o controle dos direitos autorais de Roberto Carlos, pede suspensão da campanha e indenização por uso de música com alteração de letra para fins eleitorais. O processo foi ajuizado na 21ª Vara Cível de São Paulo.

SBT terá que responder à Justiça sobre declarações de Sheherazade

Além de manter a paródia no ar até a semana passada, Tiririca fez citação indireta ao cantor no último sábado. "Eu votei/de novo vou votar. Tiririca/Brasília é seu lugar", entoou, desta vez travestido de Pelé. "Eu estou recitando. Para ninguém te processar, entende?", afirmou o palhaço.

A assessoria jurídica do ex-jogador vai analisar o conteúdo da propaganda para estudar se também toma alguma medida restritiva.

+ Confira as últimas notícias

Fonte: VEJA SÃO PAULO