Beleza

Corte à inglesa no salão Ricardo Cassolari

Dono do lugar trouxe um profissional de Londres e aumentou a clientela

Por: Claudia Jordão e Flora Monteiro

Salão de beleza 2238 - Ricardo Cassolari
O cabeleireiro Scott: freguesia internacional (Foto: Fernando Moraes)

O fenômeno da globalização chegou ao mercado paulistano da beleza. Animado com o número crescente de estrangeiros que passaram a circular pela cidade, Ricardo Cassolari, estrela de uma família de cabeleireiros paulistanos, achou que era uma boa oportunidade de oferecer um novo serviço em seu estabelecimento no Jardim Europa: corte com um profissional vindo de fora. O escolhido foi o inglês Scott Hayman, ex-professor da academia das tesouras Toni & Guy, uma das escolas mais famosas dessa área em Londres.

+ Conheça os mimos e novidades dos salões paulistanos

Há dois anos no salão, ele contribuiu para o crescimento de 20% no número de frequentadores no período. “Atraímos muita gente que se hospeda em hotéis próximos e também gringos residentes no país”, explica Scott. Seus clientes pagam R$ 150,00 pelo corte masculino e R$ 230,00 pelo feminino. O restante da equipe trabalha falando português, como Andréa Cassolari, filha do proprietário, que atua como cabeleireira e maquiadora.

Fonte: VEJA SÃO PAULO