Roteiro

Restaurantes vegetarianos e naturais com pratos caprichados

Veja 19 endereços que preparam receitas levinhas ou sem carne que vão muito além da salada

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Banana Verde - semana detox - hambúrguer de quinoa
Hambúrguer vegetariano do Banana Verde: feito com quinoa e grão-de-bico (Foto: Tomaz Vello)

Em Pinheiros, o restaurante  Goshala, faz bom uso de vegetais, frutas e temperos. A chef Andréa Finocchiaro faz receitas sem carnes, peixes, aves, nem soja. São sugestões como a porção mista de samosa, um pastel indiano assado recheado de palmito pupunha e queijos meia cura e ricota (R$ 18,00, seis unidades), e a moqueca de caju com castanha, pimentões, cebola, alga marinha reidratada e palmito pupunha no leite de coco ao dendê (R$ 39,00).

Quem preferir fazer uma refeição em bufê, há diversas opções na cidade. Uma das melhores é o Moinho de Pedra, na Chácara Santo Antônio, que se tornou referência em culinária vegetariana. O balcão da chef e proprietária Tatiana Cardoso sempre apresenta duas sugestões do dia, uma de massa integral e outra de arroz mais salada ou sopa. Surpreendem pratos como o vatapá de legumes, leite de coco e alga hijiki e o canelone de berinjela, macã e castanhas ao molho de laranja, curry e gengibre. Custa R$ 40,00 por pessoa, de segunda a sexta, e R$ 48,00, aos sábados.

Alternativa mais em conta, o Apfel, no centro, cobra R$ 29,50 por apetite para se servir à vontade de folhas, arroz negro com mussarela de búfala, torta folhada de espinafre e risoto de pera ao brie e amêndoas, entre outras receitas rotativas. Na unidade que fica em Cerqueira César o bufê completo sai por R$ 30,00, em dias de semana, e R$ 35,00, aos sábados, domingos e feriados.

Confira abaixo dezenove endereços dedicados à culinária vegetariana ou natural:

 

1. Anna Prem: os pratos mais saborosos levam apenas legumes, caso do maxixe no leite de coco e da ervilha com cogumelos. Sobremesas como bolo de fubá, sagu e frutas estão inclusas. Custa R$ 28,90, de segunda a sexta, e R$ 34,90, aos sábados, domingos e feriados.

2. Apfel: o preço do bufê é R$ 29,50 no centro, onde o proprietário Carlos Beutel responde pelas receitas. Nos Jardins, custa R$ 30,00 de segunda a sexta e R$ 35,00 aos sábados, domingos e feriados. Nesse endereço, quem se encarrega dos pratos é a chef chilena Mylenne Signé. Entre as especialidades aparecem sopa de abóbora bem ralinha e torta integral de brócolis.

3. Banana Verde: até parece que todos os adeptos da culinária vegetariana fazem jejum no jantar, já que este é o único da categoria entre os selecionados por VEJA SÃO PAULO que funciona à noite. Nesse horário, a chef Priscilla Herrera faz as opções mais atraentes, entre elas a massa de flor de abóbora (macarrão fresco recheado do vegetal na manteiga de sálvia e amêndoa; R$ 38,80) e a musse de chocolate Amma 60% com avelã e calda de amora (R$ 18,90). No almoço reina o estilo do auto-serviço com bufê de salada (R$ 45,00 de terça a sexta e R$ 59,70 aos sábados e domingos), seguido de um prato do dia e de uma sobremesa quem vêm da cozinha.

4. BeFresh: entre as melhores opções do cardápio estão as criativas saladas. A verde & rosa leva rúcula, agrião, figo, nozes, mussarela de búfala e uva-passa (R$ 29,90).

5. Bio Alternativa: tanto na matriz de Higienópolis, que ocupa um antigo casarão, quanto na moderna filial de Cerqueira César, as receitas ovolactovegetarianas são servidas em bufê. Como as sugestões surgem em revezamento e só se repetem a cada três semanas, nem sempre se tem a sorte de encontrar batata grelhada com leite de coco e cogumelo shiitake. É certo que às quartas há feijoada com proteína de soja e tofu defumado. Custa R$ 38,00 por pessoa, de segunda a sexta, e R$ 45,00, aos sábados e feriados. A unidade da Alameda Santos funciona a quilo, por R$ 59,50.

Banana Verde
Banana verde: creme de abóbora com gengibre e leite de coco (Foto: Tomaz Vello)

6. Cachoeira Natural: a clientela que optou por cortar a carne vermelha da dieta encontra neste bufê opções como pizza de palmito, omelete, arroz integral, lentilha, pastel assado de proteína de soja, vinte variedades de sushi e temaki mais pratos quentes com peixe, frango e camarão. Paga-se de segunda a sexta (R$ 26,00 mulheres e R$ 28,00 homens); sábado, domingos e feriados (R$ 36,00).

7. Cachoeira Tropical: segue a linha vegetariana e oferece em bufê (R$ 26,00 segunda a sexta; sábado, domingo e feriados R$ 30,00) nhoque de ricota e espinafre, arroz integral com linhaça e couve-flor ao molho branco.

8. Cheiro Verde: o casal de proprietários Majô e João Ventura propõe duas opções de menu completo (R$ 29,00). O chamado de dieta pode ser composto de um pratão de salada com vinagrete de soja, seguido de torta de queijo cottage, abóbora refogada e arroz integral. Salada de frutas arremata. À la carte, há o talharim integral com mussarela de búfala, tomate e manjericão e o bife de soja à parmigiana (R$ 30,00 cada um).

9. Goa: aposta no sistema de menu completo (R$ 32,50, de terça a sexta; R$ 44,90, aos sábados, domingos e feriados), com sugestões que variam diariamente. De entrada, escolhe-se entre salada e sopa. O prato principal pode ser o escondidinho de brócolis e purê meio granulado de cenoura com o cozido de grão-de-bico e damasco ao curry. Único prato fixo, a feijoada é servida às quartas e aos sábados.

10. Gopala Hari: antes mesmo de chegar ao salão, a clientela sente o aroma intenso de curry que perfuma o ambiente. As pedidas demoram a se repetir e aparecem sempre uma vez por semana. Com recheio de um mix de queijos, os enroladinhos de abobrinha servidos às quartas vêm ao lado de arroz integral misturado a pedaços de jaca verde desfiada e o cozido de lentilha com garam masala, o misto de especiarias. A refeição completa, que inclui suco, salada e sobremesa, custa R$ 31,00 nos dias de semana e R$ 36,50 aos sábados.

11. Gopala Madhava: é o endereço de onde se originou o Gopala Hari, depois de uma ruptura entre as proprietárias desse estabelecimento em 2008. Supervisionada pela ex-monja Madhava Lila, a equipe prepara receitas lactovegetarianas. Às quintas, aparece a lasanha de três queijos ao molho de tomate. Os pratos saem por R$ 32,00 nos dias úteis e R$ 38,00 no sábado, sempre com direito a suco, salada e sobremesa. Se pedidos em meia porção, os preços caem para R$ 25,00 e R$ 30,00.

12. Goshala: é quase inevitável começar pela porção de seis samosas (R$ 18,00), que pode ter os recheios de espinafre, ricota e palmito, o melhor deles. O hambúrguer de falafel vem acompanhado de salada de pepino no iogurte e um apetitoso arroz vermelho (R$ 38,00). Com um toque picante, o curry de vegetais com banana, quiabo, cará e cenoura acompanhado de arroz branco custa R$ 39,00.

Goshala
Goshala: moqueca de caju ao leite de coco e dendê (Foto: Mario Rodrigues)

13. Horta Café & Bistro: entre as sugestões do dia, sempre aparecem menuzinhos vegetarianos completos como o composto de uma salada verde ou creme de legumes, a boa lasanha de queijo brie com shiitake ou o estrogonofe de pupunha com shiitake. De sobremesa, pavê de paçoca ou bolo de chocolate. Tem preço fixo de R$ 31,00 ou R$ 35,00, valor que inclui um suco de fruta.

14. Moema Natural: de olho em quem busca uma alimentação mais saudável, a chef da casa, Rita de Cássia Boarges, também dá aulas de culinária natural. Seu bufê de almoço custa R$ 30,00, de segunda a sexta, e R$ 38,00, aos sábados, domingos e feriados. Com vegetais, oferece carpaccio de abóbora, cenoura salpicada de gergelim e berinjela polvilhada de nozes.

15. Moinho de Pedra: para que o cliente possa indicar uma das sugestões que lhe dá mais apetite, há pratos-modelos no balcão. Com a bandeja em punho, escolhe-se entre as duas opções do dia, uma com uma única receita e a outra com quatro itens (R$ 40,00, segunda a sexta; R$ 48,00, sábado). Detalhe importante: os pratos são montados na hora do pedido. São exemplos o espaguete integral ao molho de tomate fresco com mussarela de búfala, azeitona preta e manjericão e o quibe recheado de ricota e alho-poró. 

16. Mosteiro Dévakan: há sempre duas sugestões do dia, além de algumas opções fixas. O medalhão de palmito pupunha, por exemplo, chega junto de arroz integral coberto por milho, tomate, cenoura e batata ao lado de um creme de espinafre apenas morno. Custa R$ 27,60. O polpettone feito com proteína de soja ao molho de tomate com queijo vem acompanhado de um saboroso macarrão integral com tomatinhos e mussarela (R$ 27,60).

Gopala Madhava
Gopala Madhava: restaurante é focado em culinária indiana lactovegetariana (Foto: Divulgação)

17. Nutrisom: num dia quente, comece por um copão de suco de clorofila ou goiaba, entre outras opções. Depois das saladas, há pizza de brócolis, torta de palmito, nhoque de espinafre e rolinho de abobrinha recheado de ricota.Para terminar, sobremesas e sorvetes estão inclusos. Custa R$ 27,50, de segunda a sexta, e R$ 35,00, aos domingos. A unidade da Vila Olímpia funciona de segunda a sexta, com opções de peixe e frango, por R$ 43,00. Aos domingos, sobe para R$ 45,00. 

18. Orange: segue o esquema de bufê (R$ 30,00, segunda a sexta; R$ 33,00 aos sábados) com receitas renovadas diariamente. De tempos em tempos, a lista de opções inclui quibe de abóbora e quiche de cebola caramelada, além de arroz integral. As sugestões não se limitam a vegetais. Todo dia, há frango. Às sextas, essa carne divide as preferências com o peixe.

19. Vege Tao: entre as sugestões do dia, são quatro opções de prato principal, cada uma delas a R$ 23,00 (segunda a sexta) e R$ 28,00 (sábado). O menu completo de quatro itens com a bebida sai por R$ 32,50. Aos sábados, o preço sobe para R$ 36,00. Costumam pintar receitas veganas — sem nenhum produto de origem animal como ovos ou leite — caso do saboroso cozido de abobrinha, cebola e tomate temperados com tahine mais fatias de batata-doce assada, arroz integral e tiras al dente de couve-manteiga.

Fonte: VEJA SÃO PAULO