Especiais

Em busca de clientes, restaurantes mantêm mudanças do Restaurant Week

Casas como o francês L’Atelier e o italiano La Vecchia Cucina ofecerem menu executivo no almoço, a preços mais acessíveis

Por: Daniel Ottaiano - Atualizado em

Prato executivo - La Vecchia Cucina
Menu executivo do La Vecchia Cucina tem salada, prato principal e sobremesa (Foto: Gladstone Campos/Realphotos)

O São Paulo Restaurant Week acabou no último dia 14, mas deixou “heranças” em alguns dos 201 participantes dessa sexta edição do festival gastronômico. Casas como o francês L’Atelier e o italiano La Vecchia Cucina decidiram manter mudanças promovidas durante o evento, na tentativa de continuar a atrair a clientela que busca boa comida e preços mais acessíveis.

+ Restaurant Week: 201 restaurantes a preços mais acessíveis

+ Restaurant Week: editor de gastronomia sugere vinte bons restaurantes

+ Chef Sergio Arno participa do Restaurant Week para "conquistar novos paladares"

+ Abril.com: Mais sobre o Restaurant Week

Antes mesmo do fim do Restaurant Week, o restaurante de Sérgio Arno já anunciava os planos de manter as portas abertas para o almoço de segunda-feira. O La Vecchia Cucina agora oferece um menu executivo com salada, prato principal e sobremesa todos dias da semana útil, ao preço de 49,90 reais por pessoa.

O L’Atelier já funcionava a partir das 12h de segunda a domingo. A novidade é que a casa deixou de oferecer o cardápio a la carte e agora serve um menu executivo para o almoço. Ao preço fixo de 29,50 reais por pessoa, cliente pode escolher por uma das duas opções de entrada, prato principal e sobremesa. O menu será alterado a cada quinze dias.

Luigi Cardoso Alves, sócio do L’Atelier São Paulo, explica que a casa percebeu uma necessidade de satisfazer os clientes dos Jardins, evitando o problema dos preços. “A pessoa come cinco dias da semana fora e não quer gastar muito”, diz ele. “A maioria dos restaurantes percebem que o pessoal, na hora do almoço, não vai ficar muito tempo. (Eles buscam) uma coisa rápida, mas de qualidade”.

Os bons frutos do Restaurant Week também chegaram a outras casas. O Capim Santo agora possui duas versões da sugestão da chef Morena Leite. O menu gourmet, mais sofisticado, oferece “pratos mais autorais” ( 85,00 reais por pessoa). Já o menu executivo (ele novamente), tem pratos mais rápidos e econômicos ( 45,00 reais por pessoa).

O brasileiro Bolinha decidiu manter o preço promocional de 35,00 reais por pessoa para o bobó de camarão. Acompanhado de arroz branco, acaçá e farofa de dendê, o prato foi a opção oferecida pela casa durante o Restaurant Week.

CONFIRA OS RESTAURANTES QUE MANTIVERAM AS MUDANÇAS DO RESTAURANT WEEK:

  • Brasileiros

    Bolinha

    Avenida Cidade Jardim, 53, Jardim Europa

    Tel: (11) 3061 2010

    VejaSP
    9 avaliações

    Exceto nas segundas, quando a casa não funciona, em todos os outros dias a feijoada está sempre pronta e chega à mesa praticamente ao mesmo tempo do pedido. Trazida numa jarrinha congelada, a cachaça com suco de limão amarga na boca, mas abre o apetite para o caldinho de feijão gordo, servido na xícara. Se falta capricho na couve às vezes passada demais, a fartura dos outros acompanhamentos, como banana à milanesa, linguiça e bisteca suína dourada nas bordas, compensa. O feijão-preto com os pertences pode ser magro ou gordo: nos dois casos, pagam-se R$ 99,00, durante a semana, e R$ 125,00, nos sábados e domingos.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Brasileiros

    Capim Santo

    Alameda Ministro Rocha Azevedo, 471, Cerqueira César

    Tel: (11) 3089 9500

    VejaSP
    13 avaliações

    Precedida por um belo jardim, a casa da chef Morena Leite, sócia também da rede Santinho, tem um cardápio em constante mutação. Em vez do couvert, confira a degustação de petiscos com oito pares de salgadinhos (R$ 53,00). Inclui pequenas tentações como o minichurro de tapioca recheado de vatapá. A cozinheira apresenta sua versão do tradicional picadinho de carne com farofa de ovo e aligot de tapioca (R$ 56,00), um creme de queijo com o derivado da mandioca. Melhor ainda, o robalo na brasa vem no molho de limão-cravo com minilegumes (R$ 89,00). Perfumado por aridan, uma fava de origem africana, o pudim de caramelo (R$ 19,00) é um bom fecho. O almoço, sempre em bufê, tem preço fixo de R$ 63,00 (terça a sexta) e R$ 96,00 (sábados, domingos e feriados).

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Italianos

    La Vecchia Cucina

    Rua Pedroso Alvarenga, 1088, Itaim Bibi

    Sem avaliação
  • Franceses

    L'Atelier São Paulo

    Rua Padre João Manuel, 1055, Cerqueira César

    Sem avaliação

Fonte: VEJA SÃO PAULO