Tecnologia

Já ouviu falar em residência de hackers? Conheça o Red Bull Basement

Projeto busca programadores que usem a tecnologia para desenvolver projetos de melhorias urbanas

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Red Bull Basement
Os cinco selecionados participam de dois meses de residência (Foto: Divulgação)

Se você é um fanático por tecnologia e não sabe muito bem o que fazer com a habilidade, a Red Bull Station dá a oportunidade de transformar seus dotes cibernéticos em projetos para ajudar a cidade. Já é o segundo ano que o centro cultural oferece um programa de residência para que programadores, hackers e desenvolvedores de software desenvolvam projetos em busca de melhorias urbanas em São Paulo por meio da tecnologia. As inscrições para o Red Bull Basement estão abertas no site até 26 de junho.

Red Bull Basement
Residente da primeira edição do Red Bull Basement trabalhando em seu protótipo (Foto: Divulgação)

Cinco selecionados serão anunciados no dia 11 de julho e participarão da residência entre 6 de agosto e 7 de outubro. Os integrantes têm à sua disposição um laboratório e devem participar de palestras e workshops durante todo o período. Sete mentores irão acompanhar o passo-a-passo do processo. São eles: Andrei Speridião, em  tecnologia e design; Welsey Lee, em design visual; Fernando Orsatti, em engenharia; Thiago Avancini, em tecnologia criativa; Heloisa Neves e Fabien Eychenne, em planejamento; e Afonso Coutinho, em programação.

+ Unibes Cultural oferece cursos gratuitos para junho

Atenção: para se inscrever no projeto, é necessário apresentar um protótipo inicial ou resumo detalhado do que se pretende desenvolver. Depois de muito trabalho técnico, vem a parte da curtição: um festival de tecnologia com palestras e workshops com convidados nacionais e internacionais, que debatem como o uso da tecnologia pode inspirar mudanças.

Fonte: VEJA SÃO PAULO