internacional

Repórter e cinegrafista são mortos a tiros durante reportagem

Vídeo mostra o momento em que atirador dispara contra Alison Parker e Adam Ward, do canal americano WDBJ; suspeito de matar jornalistas morreu no hospital

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Tiros repórter
A jornalista Alison Parker, morta nesta quarta (26) enquanto fazia reportagem (Foto: Reprodução)

Uma repórter e um cinegrafista foram mortos na manhã desta quarta (26) durante transmissão no Estados Unidos. O crime foi transmitido ao vivo enquanto os profissionais realizavam uma reportagem na cidade de Moneta, no estado de Virgínia. O atirador foi identificado pelas autoridades como Vester Lee Flanagan. Encontrado baleado, ele foi encaminhado para no Hospital Fairfax, mas morreu por volta das 13h30.

A repórter Alison Parker, de 24 anos, e o cinegrafista Adam Ward, de 27, trabalhavam no jornal local WDBJ e foram mortos a tiros por volta das 6h45. Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o momento em que o atirador dispara contra os jornalistas. A repórter e a entrevistada começam a gritar e, de repente, o câmera cai no chão. O link é cortado e, no estúdio, a apresentadora aparece em estado de choque. A mulher que dava entrevista não foi ferida.

+ Bando explode caixa eletrônico e fere PM com tiro de fuzil

"Nós não sabemos o motivo. Não sabemos quem é o assassino", disse o diretor da WDBJ, Jeffrey Marks. "Nossos corações estão partidos." 

Outro vídeo divulgado ainda nesta tarde mostra o ponto de vista do atirador. As imagens são fortes:

Vester Lee Flanagan trabalhou no canal WDBJ entre 2012 e 2013 com o nome profissional de Bryce Williams. De acordo com as autoridades dos Estados Unidos, o atirador foi interceptado por policiais em uma estrada interestadual.

+ Confira as principais notícias da cidade

Durante a perseguição, ele saiu da pista e bateu. Ao ser aproximarem do veículo, os agentes encontraram Flanagan baleado. Segundo as autoridades, ele tentou o suicídio.

Fonte: VEJA SÃO PAULO