Política

Confira a repercussão da morte do presidenciável Eduardo Campos

"A perda é irreparável e incompreensível", afirma Aécio Neves, candidato do PSDB à presidência da República 

Por: Redação VEJA SÃOPAULO.COM - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

A morte de Eduardo Campos, candidato do PSB à presidência, nesta quarta-feira (13) chocou o mundo político e artístico. Confira a repercussão:

+ Vídeos mostram destroços após queda de aeronave em Santos

Dilma Rousseff (PT), presidente: "Dilma: Convivi com Eduardo Campos como ministro de Lula. Fui recebida em sua família e convivi com eles. O Brasil perde uma jovem liderança com futuro promissor pela frente. Além das divergências, sempre tivemos uma relação de respeito. Espero que o exemplo de Eduardo Campos sirva para mantê-lo vivo no coração dos brasileiros e das brasileiras. Nós, seres humanos, somos afetados pela fragilidade da vida, mas também pela força e exemplo das pessoas."

Luiz Inácio Lula da Silva, ex-presidente da República (PT): Como todos os brasileiros, estou profundamente entristecido com a trágica morte de Eduardo Campos. Um grande amigo e companheiro. Conheci Eduardo através de seu avô, Miguel Arraes, um memorável líder das causas populares de Pernambuco e do Brasil. O país perde um homem público de rara e extraordinária qualidade. Tive a alegria de contar com sua inteligência e dedicação nos anos em que foi nosso ministro de Ciência e Tecnologia. Ao longo de toda sua vida, Eduardo lutou para tornar o Brasil um país mais justo e digno. O carinho, o respeito e a admiração mútua sempre estiveram presentes em nossa convivência. Nesse momento de dor, eu e Marisa nos solidarizamos com sua mãe, Ana Arraes, sua esposa, Renata, seus filhos e toda a sua família, amigos e companheiros. Também prestamos solidariedade às famílias dos integrantes da sua equipe e dos tripulantes que faleceram nesse terrível acidente.

Fernando Henrique Cardoso, ex-presidente da República (PSDB): “Nessas horas a gente precisa pensar nos familiares. Além disso, Eduardo foi uma perda para a República. Eu nunca trabalhei com ele, mas tivemos um jantar em São Paulo, quando ele me disse que seria candidato. Embora eu seja de outro partido, disse a ele que achava importante renovar a política brasileira. Eduardo sempre respeitou seus adversários e é um homem que sempre respeitei. O primeiro passo agora é os partidos coligados indicarem um novo sucessor, o que é sempre difícil de prever.” 

Rede Sustentabilidade, partido de Marina Silva, vice de Eduardo Campos: "Todos estamos chocados com a morte de Eduardo Campos, em queda de avião hoje de manhã."

Aécio Neves (PSDB), candidato à presidência: "É com imensa tristeza que recebi a notícia do acidente que vitimou o ex-governador e meu amigo Eduardo Campos. O Brasil perde um dos seus mais talentosos políticos, que sempre lutou com idealismo por aquilo em que acreditava. A perda é irreparável e incompreensível. Nesse momento, minha família e eu nos unimos em oração à família de Eduardo, seus amigos e a milhões de brasileiros que, com certeza, partilham a mesma perplexidade e pesar."

Luciana Genro (PSOL), candidata à presidência: "Confirmação da morte de Eduardo Campos é uma tragédia terrível! Minha solidariedade a familia e amigos. Esta eleição se transformou em luto!"

Eduardo Jorge (PV), candidato à presidência: "Esta perda é muito triste para o país. Eduardo Campos era uma liderança muito jovem e muito importante para o Brasil. Toda minha solidariedade à família. A campanha presidencial do PV está suspensa para os próximos dias."

Michel Temer (PMDB), vice-presidente da República: "Não há palavras para descrever a tragédia que hoje se abateu sobre a política brasileira. Eduardo Campos era um político de princípios e valores herdados de sua família e levados com dignidade e honra por toda sua trajetória no Parlamento e no Executivo. Assim como todo o país, estou chocado com esse acidente e com as perdas para amigos e familiares. Que Deus dê conforto a seus familiares e a tantos admiradores que deixou órfãos neste triste dia."

Geraldo Alckmin (PSDB), governador de São Paulo: “Estamos diante de uma tragédia que entristece todo o país. Em nome do povo de São Paulo, nossos sentimentos aos familiares de cada uma das vítimas. O Brasil perde uma liderança jovem, promissora, que teria muito a contribuir para o país. Eu, um amigo de quem me aproximei muito nos últimos meses. O Governo de São Paulo decreta luto oficial de três dias.”

Marta Suplicy (PT), ministra da Cultura: "Muito triste com o falecimento de Eduardo Campos! Meu profundo sentimento à Renata e filhos."

Alexandre Padilha (PT), candidato ao governo de São Paulo: "Solidariedade à Renata, ao pequeno Miguel, a todos os filhos e a toda família. Acabo de ter a confirmação de que estavam em Recife."

Roberto Freire, presidente nacional do PPS: "Eduardo Campos: O Brasil perde um de seus mais dignos homens públicos."

Eduardo Suplicy (PT), senador: "Lamento profundamente o falecimento de Eduardo Campos, candidato à Presidência da República, ex-governador de Pernambuco. O Brasil perde um grande valor em defesa da democracia e da realização de justiça. Ao povo de Pernambuco, aos seus familiares, ao PSB, e à Marina Silva meus profundos sentimentos de pesar e solidariedade. Eduardo Suplicy."

Pedro Simon (PMDB), senador: "Minhas condolências e orações à família de Eduardo Campos e das demais vítima desse trágico acidente."

Vicentinho (PT), deputado federal: "Profundamente sensibilizado com a morte do governador Eduardo Campos e acompanhantes, manifesto irrestritas condolências. Uma grande perda!"

Alessandro Molon (PT), deputado federal: "Lamento profundamente o falecimento de Eduardo Campos. Envio à família, aos amigos e aos militantes do PSB meus sinceros sentimentos. Uma tragédia."

Romário Faria (PSB), deputado federal: "O Brasil acaba de perder um de seus melhores quadros políticos, o candidato a presidente pelo PSB Eduardo Campos. Tive a felicidade de conviver muito com ele nos últimos meses, desde meu retorno ao partido. Foi um privilégio aprender com um homem íntegro e extremamente republicano, que amava seu país, seu povo, acreditava e fazia uma política honesta. Sob o seu comando, o Brasil com certeza teria um futuro bem melhor. É difícil visualizar um quadro mais capacitado que ele para comandar o país neste momento. Uma lástima.Campos foi governador de Pernambuco por dois mandatos, com altíssimo índice de aprovação pelos cidadãos pernambucanos. Para eles, seus amigos e sua família eu expresso, neste momento, minha profunda tristeza. Força Renata, sua amada esposa, e Maria Eduarda, João, Pedro, José e Miguel, seus queridos filhos.Luto!"

José Américo Dias (PT), presidente da Câmara Municipal de São Paulo: "É com profundo pesar que lamento o falecimento do ex-governador e candidato à presidência da república pelo PSB, Eduardo Campos. Os brasileiros e principalmente o Estado de Pernambuco sentirão imensamente a sua falta."

Ivan Valente (PSOL), deputado federal: "Notícia trágica da morte de Eduardo Campos, candidato à Presidência da República, choca todo país."

Aloysio Nunes, senador (PSDB): "Profundamente chocado com a morte do Eduardo Campos." 

Ricardo Ferraço (PMDB), deputado estadual: "Em estado de choque com o falecimento de Eduardo Campos.É uma tragédia q deixa o Brasil todo triste com a perda de um grande homem público."

Ronaldo Caiado (DEM), deputado federal: "A perda de @eduardocampos40 é uma tragédia para a família, para a política nacional e para os brasileiros."

Mario Covas Neto (PSDB), vereador: "Independente das convicções partidárias, lamento profundamente a morte de @eduardocampos40. Minha solidariedade a toda sua família."

Serginho Groisman, apresentador da Rede Globo: Mando por aqui meus sentimentos para a família de Eduardo Campos. Política depois. Agora fica o lamento da tragédia.

Astrid Fontenelle, apresentadora: Não seria meu candidato, mas a vitalidade política dele era interessante. Minha solidariedade a família. Tantos filhos... RIP Eduardo Campos.

Robinho, jogador do Santos: Muito triste o acidente que aconteceu aqui em Santos hoje. Sete pessoas, entre elas o candidato à presidência Eduardo Campos, faleceram.

Fonte: VEJA SÃO PAULO